Estudo indica que há mais pessoas a procurar casas de férias em 2022

A OLX também indica que a procura por casas com piscina diminuiu face ao ano passado.

Fotografia: Center

Um estudo da OLX revelou que este ano existem mais pessoas a procurar casas de férias. No entanto, são menos aqueles que pretendem uma casa com piscina.

Assim, o estudo revela que “apesar de existir um aumento de mais 11% de pessoas a procurar casas de férias entre janeiro e abril de 2022, face ao período homólogo do ano passado, há uma diminuição de 8% da procura de casas com piscina, que agora representam cerca de um quarto do total da procura, quando representavam cerca de um terço em 2021”.

Em comparação com o ano passado há um crescimento substancial de mais 37% na procura de casas de férias e de mais 59% de casas com piscina em 2022.

Relativamente à oferta de casas com piscina, a OLX registou um aumento de 9% de janeiro a abril de 2022, em relação ao mesmo período de 2021. Ainda assim, o valor está 28% mais baixo do que a oferta em 2020. Por distritos os que têm maior oferta de casas com piscina são Faro, Lisboa, Setúbal e Porto. Por sua vez, a maior procura verificou-se em Faro, Setúbal, Braga e Lisboa.

Sobre os resultados Sebastiaan Lemmens, Diretor Geral do OLX Portugal referiu que “em 2021 houve um grande aumento de procura de casas com piscina, algo que associamos ao período de confinamento do início do ano, quando já se experienciava bom tempo”.

“O que está a acontecer este ano é uma estabilização, ou seja, as pessoas continuam a procurar casas de férias, mas a piscina perde importância, com a possibilidade de outras atividades ao ar livre e de ir à praia com maior despreocupação”, sublinha Lemmens.

No caso da procura de serviços relacionados com piscinas (manutenção ou instalação), entre janeiro e abril de 2022 subiram 9% em relação a período igual de 2021. Quando comparado com 2020, o aumento da procura é substancial (mais 102%).

Recomendadas

Vítor Constâncio vê Portugal com menor probabilidade de uma recessão do que resto da UE

A reduzida exposição à energia russa significa que Portugal está numa posição vantajosa para fazer face aos próximos semestres, considerou o antigo governador do BdP, ainda que seja expectável uma “recessão leve” na Europa e nos EUA.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta segunda-feira, 4 de julho

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcaram o dia informativo desta segunda-feira.

Produção industrial aumentou 12% em 2021, retomando os níveis de 2019 (com áudio)

Entre os produtos mais vendidos o ano passado, destacaram-se os Gasóleos e Marine Diesel, que registaram um crescimento de 4,2% e representaram 3,7% do total das vendas de produtos produzidos.
Comentários