Eurogrupo vai aliviar dívida grega a curto prazo

Os ministros das Finanças da zona euro acordaram, em Bruxelas, algumas medidas para aliviar a dívida grega no curto prazo.

No final da segunda sessão de trabalhos da reunião de hoje do Eurogrupo, dedicada à Grécia, o líder do Mecanismo Europeu de Estabilidade, Klaus Regling, explicou que estas medidas de curto prazo, concebidas pela sua instituição, começarão já a ser aplicadas “nas próximas semanas”, e embora apontando que é difícil nesta fase “quantificar” o valor do conjunto de medidas, estas irão ter “um impacto significativo na sustentabilidade da dívida grega”.

O presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, lembrou que o acordo alcançado em maio passado relativamente à sustentabilidade da dívida grega previa medidas em várias categorias, estando para já apenas em cima da mesa — e dependente da finalização da segunda revisão do programa de assistência ainda em curso – as medidas de alívio a curto prazo, até 2018.

Recomendadas

Moldova mantém neutralidade mas irá fortalecer a cooperação com a NATO

A Moldova manterá a neutralidade, mas aprofundará a sua cooperação com a NATO para garantir a sua capacidade defensiva, declarou hoje o ministro dos Negócios Estrangeiros da Moldova, Nicu Popescu.

Espanha e Alemanha reúnem-se em cimeira pela primeira vez desde 2013

Espanha e Alemanha celebram na quarta-feira a primeira cimeira bilateral em nove anos, que coincide com um momento de sintonia entre os dois executivos em projetos como o do gasoduto para ligar a Península Ibérica à Europa central.

CMVM: “É notório o crescimento da divergência dos padrões de poupança das famílias portuguesas”

“A poupança de longo prazo exige disciplina e empenho além de, naturalmente, um nível de rendimento que permita poupar. Esta combinação de condições ajuda a explicar o baixo nível de poupança em Portugal e em outros países que nos são próximos”, reconhece Rui Pinto.
Comentários