Euronext com resultados do segundo trimestre de 143,2 milhões, a crescerem 6,4%

As receitas consolidadas da Euronext no segundo trimestre de 2022 subiram para 374,7 milhões de euros, um aumento de +14% (+ 45,9 milhões de euros em receitas).

O grupo Euronext, que inclui a bolsa portuguesa, reportou um resultado líquido de 143,2 milhões de euros entre Abril e Junho. Comparando o segundo trimestre deste ano, com o do ano passado, verifica–se que houve um aumento dos lucros de 6,4%.

Em comunicado a Euronext diz que “o segundo trimestre marca o crescimento contínuo em trading e outras atividades non-trading, provenientes do volume de negociação, resultantes do sólido crescimento orgânico das suas atividades e da consolidação com o Grupo Borsa Italiana”, recorde-se que a consolidação considerada no período homólogo (ou seja no segundo trimestre de 2021) foi de apenas 2 meses.

“A Euronext registou um desempenho sólido e são de salientar as primeiras receitas relacionadas com as sinergias obtidas com a migração do Core Data Centre, no seguimento da integração do Grupo Borsa Italiana”, refere a plataforma que une várias bolsas de vários países europeus..

As receitas e rendimento (revenue and income) consolidados no 2º trimestre de 2022 aumentaram para 374,7 milhões de euros, o que traduz uma evolução de +14%  (+ 45,9 milhões de euros nas receitas).  Em termos proforma, no segundo trimestre de 2022 aumentaram +2,5%, “demonstrando a capacidade da Euronext de gerar crescimento orgânico”.

“A receita e o EBITDA ajustado cresceram ambos dois dígitos no último trimestre, em comparação com o já muito bom segundo trimestre de 2021. O EBITDA ajustado subiu 12,3% para 221,7 milhões de euros e 2,5% pro-forma. O resultado líquido ajustado aumentou 6,4% para 143,2 milhões de euros*, refere a Euronext.

*O EPS ajustado é de 1,34 euros, refletindo uma maior contagem de ações no segundo trimestre de 2022”, acrescenta a Euronext.

A receita não relacionada com o volume representou 59% do total e cobriu 144% das despesas operacionais subjacentes excluindo D&A (Debt & Asset).

No que toca à composição por negócio, a receita de negociação cresceu +3,7% pro forma para 129,2 milhões de euros, fruto de “um desempenho robusto em todas as classes de ativos num ambiente de mercado volátil”.

A quota de mercado da Euronext permaneceu  nos 67% “com elevada captação de receita (0,51bps)”.

A Euronext continua a ser a praça de referência para a fixação de preços e a bolsa pan-europeia líder na Europa.

A receita do post-trade cresceu +1,8% pro forma para 93,9 milhões de euros, graças às receitas de compensação, e de liquidação e custódia. Já a receita proveniente de admissões cresceu +7,8% pro forma para 55,4 milhões de euros, “demonstrando a atratividade da oferta da Euronext, apesar das condições desafiantes do mercado”.

A Euronext continua a ser o principal local para cotação de ações na Europa, com 19 novas admissões no segundo trimestre de 2022.

A Euronext continua também a ser a praça principal para a  cotação de dívida em todo o mundo.

“A receita proveniente dos Serviços de Dados Avançados (Advanced Data Services) cresceu +2,4% para 52 milhões, devido a um sólido desempenho dos principais negócios de dados”, refere a Euronext.

O grupo diz que a contribuição do Grupo Borsa Italiana foi de 129,2 milhões de euros. Isso demonstrou, mais uma vez, a força do modelo de negócio da Euronext, num trimestre marcado por volatilidade contínua.

“Este segundo trimestre também viu vários marcos significativos e grandes passos para a implementação do plano estratégico da Euronext, tendo sido já desbloqueadas as primeiras sinergias nas receitas, resultantes da integração do Grupo Borsa Italiana”, acrescenta o grupo.:

“Concluímos, com sucesso, um primeiro marco importante do plano estratégico Growth for Impact 2024 com a migração do Core Data Centre para novo Core Data Centre totalmente verde, em Bergamo, Itália”, diz a Euronext que garante que “o sucesso desta migração abre caminho para a migração, na primeira metade de 2023, dos mercados  a contado e de derivados italianos para o Optiq®, a plataforma europeia de negociação de última geração, proprietária da Euronext”.

Em comunicado a plataforma diz que “o anúncio dos objetivos climáticos da Euronext, parte do seu compromisso Fit for 1.5°, com base nas metas SBTi (Science Based Targets initiative) e em linha com a estratégia global do Grupo Growth for Impact 2024”.

Até 2030, a Euronext reduzirá suas emissões de gases de efeito estufa de âmbito 1 e âmbito  2 em 70% em relação a 2020. Até 2030, a Euronext reduzirá suas emissões de viagens de âmbito 3 em, pelo menos, 46,2% em relação a 2019, assegura.

A Euronext diz que “lançámos a iniciativa Euronext Tech Leaders, com um segmento, e um índice lançado, recentemente, a 6 de julho, que agrupa mais de 100 empresas tecnológicas europeias, de forte crescimento”.

A plataforma que inclui a Euronext Lisbon diz que “também fortaleceu a sua oferta ESG durante o segundo trimestre de 2022 com o lançamento, em maio de 2022, de mais dois dos principais índices nacionais ESG, o OBX ESG na Oslo Børs e o AEX ESG na Euronext Amsterdam”.

“Entretanto, demos mais um passo em direção á expansão europeia da Euronext Clearing com a adoção, em junho, da metodologia VaR (Value at Risk) na margem para instrumentos de renda fixa, e o “derisking” do nosso portefólio de investimento em julho”, avança.

A aquisição da tecnologia do MTS e da Euronext Securities Milan, à atividade da Nexi no mercado de capitais, anunciada em junho, “constitui um importante acelerador para a integração da Euronext Securities Milan na plataforma líder de negociação de renda fixa da Euronext”, lê-se no comunicado.

 

Recomendadas

Sindicatos atentos ao fundo pensões do BCP

Os Sindicatos Verticais da Banca asseguram aos associados do BCP que tudo farão “na defesa dos seus interesses no Fundo de Pensões do banco”.

BCE vigia 31 bancos por riscos associados à subida das taxas de juro

Banco Central Europeu lançou uma revisão dos riscos de taxa de juro e spread de crédito para avaliar a exposição dos bancos. Numa primeira fase irá monitorizar 31 instituições financeiras

CP transportou 70 milhões de passageiros e supera valores de 2019 no primeiro semestre de 2022

A CP – Comboios de Portugal registou, no primeiro semestre de 2022, um aumento da procura de 77,5%, quando comparado com o período homólogo de 2021, o que se traduz em cerca de 70 milhões de passageiros transportados.
Comentários