Europa. Energia eólica poderá triplicar potência em quinze anos

Fonte de energia poderá criar até 366 mil empregos diretos e indiretos.


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

A energia eólica poderia triplicar a sua potência no Velho Continente no ano de 2030, até alcançar os 392 mil megawatts, convertendo-se assim na primeira fonte de energia da região, de acordo com o último relatório da Associação Europeia de Energia Eólica (AEEE). No total, 294 mil megawatts seriam eólicos terrestres e 98 mil megawatts seriam provenientes de energia eólica marinha.

O conselheiro delegado da AEEE, Giles Dickson, assinalou que a energia eólica pode “ser o fundamento do sistema energético europeu nos próximos 15 anos”.

Para isso, o relatório do organismo descreve uma série de prioridades políticas que devem ser abordadas, como o desenvolvimento de planos de ação nacionais, a simplificação dos procedimentos de permissões ou a proposta de uma legislação para o bom funcionamento dos mercados.

Segundo os cálculos da associação, estas medidas poderão traduzir-se num lucro de 13 milhões de euros e a criação de até 366 mil postos de trabalho diretos e indiretos.

Neste sentido, Dickson sublinhou que a energia eólica “tem sentido económico”, ainda que tenha acrescentado que, para isso, as autoridades devem demonstrar “mais determinação no seu programa”. “A eólica terrestre é mais barata que qualquer forma de nova geração de energia”, concluiu.

OJE

Recomendadas

Trabalhadores do MNE português no Brasil vão ter atualização salarial de 48,9%

Os trabalhadores nos postos consulares e missões diplomáticas no Brasil vão ter as suas remunerações atualizadas em 48,9%, a mesma percentagem da depreciação monetária acumulada do real, segundo legislação publicada em Diário da República.

Bruxelas pede mais informação sobre fundos atribuídos a empresas de marido de ministra

Em resposta a uma questão do eurodeputado e líder do CDS, Nuno Melo, enviada ao executivo comunitário em 28 de setembro, a comissária europeia para a Coesão, Elisa Ferreira, adianta que “foram solicitadas ao Estado-membro em questão informações adicionais sobre o caso a que o Senhor Deputado se refere, para que a Comissão possa continuar a tratar do assunto”.

Ucrânia: Cruz Vermelha teve acesso aos prisioneiros de guerra ucranianos e russos

“Na semana passada, o CICV efetuou uma visita de dois dias aos prisioneiros de guerra ucranianos. Outra visita está a decorrer esta semana”, refere o Comité Internacional da Cruz Vermelha numa declaração feita esta quinta-feira.