Europac aumenta EBITDA em 20,5% entre janeiro e setembro

Entre janeiro e setembro a Europac registou um EBITDA (resultado líquido antes dos impostos) consolidado 81,5 milhões de euros, uma subida de 20,5% perante os 67,6 milhões obtidos no mesmo período de 2014, de acordo com comunicado divulgado . O resultado líquido antes de impostos cresceu 89,4% para os 31,7 milhões de euros e o […]


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Entre janeiro e setembro a Europac registou um EBITDA (resultado líquido antes dos impostos) consolidado 81,5 milhões de euros, uma subida de 20,5% perante os 67,6 milhões obtidos no mesmo período de 2014, de acordo com comunicado divulgado .

O resultado líquido antes de impostos cresceu 89,4% para os 31,7 milhões de euros e o EBIT registou 45,5 milhões, um crescimento de 39,4% face a 2014. Resultados obtidos numa conjuntura de ligeiro aumento das vendas agregadas, que alcançaram os 814,8 milhões, um aumento de 3% face a idêntico período do ano anterior, e uma redução do custo financeiro de 15,5%, que continuará a baixar nos próximos trimestres após a assinatura do novo empréstimo sindicado no mês de julho.

No fecho do terceiro trimestre do exercício, o EBITDA consolidado e o EBIT registaram quatro trimestres consecutivos de crescimento sustentado, que refletem uma tendência positiva da evolução da atividade do Grupo Europac. Os EBITDA e EBIT consolidados do terceiro trimestre do ano superam em 46,5% e 100,0% respetivamente os registados há um ano.

Papel a crescer

A Divisão Papel registou um incremento do EBITDA de 22,5% face a 2014, que responde ao aumento do volume e à melhoria da margem, revelou o grupo: “Uma conjuntura de procura forte e baixos níveis de stocks na Europa, juntamente com o progresso de projetos internos de aumento da rentabilidade, permitem boas expectativas de resultados nos próximos trimestres”.
Desde a crise de 2008, que no mês de setembro, os stocks europeus de papel recuperado não registavam níveis tão elevados, o que permite prever um preço estável da matéria-prima e antecipa uma possível tendência de redução nos próximos meses.

Na Divisão Packaging, o aumento do preço da matéria-prima e o aumento pontual de custos devido à implementação dos novos serviços comercial e operativo, mais os custos derivados do início da laboração da fábrica de Tânger, levaram a uma descida do EBITDA de 21,7% em relação aos primeiros nove meses de 2014. Considerando apenas o terceiro trimestre, a redução do EBITDA foi de 7,6% face a idêntico trimestre de 2014 e de 7,1% em relação ao segundo trimestre deste ano.

De destacar o aumento da rentabilidade em Espanha, o aumento do volume em Portugal e a paulatina melhoria da atividade em França. Num contexto de aumento do consumo nos mercados de referência, com base na melhoria geral da atividade económica, o negócio iniciou o processo de recuperação das margens penalizadas pelas subidas do preço da matéria-prima.

OJE

Recomendadas

CEO da EDP diz que Portugal tem sido “exemplo de estabilidade” nos preços para as famílias (com áudio)

Em declarações aos jornalistas durante uma visita a um parque solar flutuante em Singapura, o CEO da EDP disse que a evolução dos preços em Portugal, incluindo um aumento médio de cerca de 3% do valor global da fatura de eletricidade dos clientes residenciais da EDP Comercial a partir de janeiro, “é uma coisa perfeitamente estável face ao enquadramento que existe”.
Pedro Saraiva, Vice-reitor da Universidade NOVA de Lisboa

Produtividade aumentará se as empresas interagirem mais com as universidades, diz vice-reitor da NOVA

Pedro Saraiva diz que muitas empresas até produzem já com um grau razoável de inovação, mas menos de 10% o faz em parceria com universidades. E essa é a grande lacuna, que quando ultrapassada contribuirá significativamente para resolver o problema da produtividade.

Emissão obrigacionista da Sonangol é “bem vinda” para a bolsa angolana

Segundo o responsável do Departamento de Desenvolvimento de Mercado da Bodiva, Nivaldo Matias, a iniciativa da Sonangol ainda não foi dada a conhecer formalmente à instituição, contudo, a decisão da petrolífera é “bem-vinda”.