Execuções fiscais e da Segurança Social suspensas no primeiro trimestre de 2021

O Governo também anunciou hoje que as empresas vão poder pagar o IVA trimestral nos primeiros seis meses de 2021 em três ou seis prestações mensais.

Harry Murphy/Web Summit

O Governo anunciou hoje que decidiu suspender as execuções da Autoridade Tributária e da Segurança Social nos primeiros três meses de 2021.

“Durante o primeiro trimestre do próximo ano as execuções fiscais e de contribuições da Segurança Social estarão suspensas”, anunciou hoje o ministro da Economia.

Ao mesmo tempo, o Governo também anunciou que as empresas vão poder pagar o IVA trimestral nos primeiros seis meses de 2021 em três ou seis prestações mensais.

“Aprovámos hoje o diferimento das contribuições do IVA durante o primeiro semestre do próximo ano. As empresas terão possibilidade de diferir IVA trimestral em três ou seis prestações sem juros”, afirmou Pedro Siza Vieira.

 

Relacionadas

Governo lança apoio a fundo perdido para empresas pagarem rendas em 2021

O ministro da Economia está hoje a apresentar novas medidas de apoio às empresas. Apoios podem chegar até aos dois mil euros por mês no caso de quebra de faturação superior a 40% face a 2019.

Governo aprova apoios para pagamentos de rendas de micro, pequenas e médias empresas

O ministro da Economia vai dar mais pormenores sobre esta medida em conferência de imprensa a partir das 17 horas desta quinta-feira. O Conselho de Ministros também aprovou uma proposta de lei, que terá de ser votada no Parlamento, que “altera o regime excecional para as situações de mora no pagamento da renda devida nos termos de contratos de arrendamento urbano habitacional e não habitacional”.

Empresas vão poder pagar IVA até seis prestações mensais sem juros em 2021

Empresas com uma quebra da faturação de, pelo menos, 25% face a período homólogo podem pagar esta obrigação fiscal em prestações no próximo ano.
Recomendadas

Lagarde avisa que taxas de juro vão continuar a subir

Dados da inflação na zona euro em novembro vão ser conhecidos esta semana. BCE reúne-se em meados de dezembro.

Cáritas já recebe pedidos de quem não consegue pagar empréstimo da casa

“O pânico foi imediato. O receio das pessoas, a angústia com que se aproximavam de nós a dizer ‘ai, se eu perco a minha casa’. É que nós tivemos uma crise em que houve muita gente a perder a casa; é recente ainda, está na memória das pessoas – 2008”, afirmou Rita Valadas.

Expectativas de exportação na Alemanha aumentam em novembro, diz Ifo

Depois de uma queda no mês anterior, a indústria automóvel volta a ter expectativa de crescimento nas exportações.
Comentários