Exigir pagamento do gás russo em rublos é “rutura de contrato”, diz Alemanha

Tal exigência “constitui uma rutura de contrato”, declarou o ministro da Economia alemão, Robert Habeck, numa conferência de imprensa em Berlim. “Vamos agora discutir com os nossos parceiros europeus sobre a forma de responder a esta exigência”, acrescentou.

A Alemanha criticou hoje o anúncio feito pelo Presidente russo, Vladimir Putin, de que Moscovo deixará de aceitar pagamentos em dólares ou euros pelo fornecimento de gás à União Europeia, classificando-o como uma “rutura de contrato”.

Tal exigência “constitui uma rutura de contrato”, declarou o ministro da Economia alemão, Robert Habeck, numa conferência de imprensa em Berlim.

“Vamos agora discutir com os nossos parceiros europeus sobre a forma de responder a esta exigência”, acrescentou.

Putin anunciou hoje que a Rússia não aceitará mais pagamentos em dólares ou euros pelo fornecimento de gás à UE, dando uma semana às autoridades russas para organizarem o novo sistema em rublos.

O Presidente russo explicou que se tratava de uma reação ao congelamento de bens da Rússia no Ocidente por causa da sua ofensiva na Ucrânia.

A Alemanha está particularmente dependente do gás russo, que representa cerca de 55% das suas importações de gás.

E, apesar da invasão da Ucrânia por Moscovo, o gás russo continua a fluir em direção à UE, que se recusa a impor um embargo, como fizeram os Estados Unidos e o Reino Unido.

Berlim está, contudo, a tentar reduzir rapidamente a sua dependência obtendo outros fornecedores.

O Governo alemão irá, em particular, acelerar a construção de terminais de gás natural liquefeito (GNL) com vista à importação do mesmo.

Além disso, a Alemanha acabou de assinar um acordo com o Qatar, grande exportador de GNL, para um “abastecimento a longo prazo”, numa visita de Habeck a esse país do Golfo Pérsico no passado fim de semana.

Recomendadas

Hungria veta ajuda à Ucrânia, forçando UE a procurar solução alternativa

Segundo o “Politico”, o veto húngaro significa ainda que as decisões sobre todos os outros assuntos na agenda dos ministros das Finanças —  incluindo uma taxa mínima de imposto corporativo, o plano de recuperação húngaro e a decisão de congelar 7,5 mil milhões de fundos da UE para a Hungria — foram adiados.

Ucrânia: Regulador cancela licença de emissão de televisão russa na Letónia

Numa publicação feita na rede social Twitter, o regulador acusou o canal russo no exílio de uma série de violações das leis da Letónia, nomeadamente por ter mostrado a península da Crimeia como parte da Rússia num mapa.

Ucrânia: Duas bases aéreas russas atacadas por ‘drones’ ucranianos

O Ministério da Defesa da Rússia afirmou que duas bases aéreas situadas no centro do país foram hoje atacadas por ‘drones’ (aeronaves não-tripuladas) ucranianos, fazendo três mortos.
Comentários