Existem 76 surtos ativos em ambiente escolar, diz DGS

De acordo com o subdiretor-geral da Saúde e com os dados disponíveis na DGS, existem até à data de hoje 489 surtos ativos em Portugal, sendo que os 76 contraídos em ambiente escolar se encontram espalhados pelo país mas com maior incidência em Lisboa e Vale do Tejo. 

António Cotrim / Lusa

A Direção-Geral da Saúde (DGS) admitiu esta terça-feira, 15 de dezembro, a existência de 76 surtos em ambiente escolar, estando incluído neste ambiente “creches, escolas e ensino superior”, revelou Rui Portugal, subdiretor-geral da Saúde.

De acordo com o subdiretor-geral da Saúde e com os dados disponíveis na DGS, existem até à data de hoje 489 surtos ativos em Portugal, sendo que os 76 contraídos em ambiente escolar se encontram espalhados pelo país mas com maior incidência em Lisboa e Vale do Tejo.

Rui Portugal admitiu a existência de um surto ativo no região Norte, quatro no Centro, cinco no Alentejo e quatro no Algarve. Lisboa e Vale do Tejo soma 62 surtos ativos na comunidade escolar, sendo então a região do país com mais casos neste ambiente.

A Fenprof, por sua vez, admitiu no início do mês a existência de mais de 1.011 escolas e agrupamentos de escolas com surtos ativos, acusando ainda o governo de continuar a desvalorizar o problema. A entidade liderada por Mário Nogueira pediu ainda para o Ministério da Saúde divulgar a lista de escolas onde se verificam casos de Covid-19, o número de casos em cada uma e os procedimentos que estão a ser adotados nas mesmas.

Recomendadas

Covid-19: Human Rights Watch pede respeito pelos direitos de manifestantes na China

A Human Rights Watch defendeu hoje que o Governo chinês deve respeitar os direitos de todos aqueles que protestam pacificamente contra as restrições no combate à pandemia de covid-19.

Covid-19: Testes deixam de ser recomendados a pessoas sem sintomas e internados com visitas

Os testes à infeção com o coronavírus SARS-CoV-2 deixaram de ser recomendados a pessoas sem sintomas de infeção e doentes internados com covid-19 passam a poder receber visitas, avançou hoje a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Covid-19: Cerca de mil pessoas manifestam-se em Pequim contra política de ‘zero casos’

“Não queremos mais bloqueios, queremos ser livres”, gritaram os manifestantes, condenando ainda a realização quase diária de testes PCR em massa, no âmbito da estratégia de ‘zero casos’ de covid-19 imposta pelo Governo chinês.
Comentários