Expetativa com cortes nos impostos leva Wall Street para novos máximos

A cada dia há novidades que indicam que a reforma fiscal está mais próxima. Esta sexta-feira os três principais índices renovaram recordes.

Brendan McDermid / Reuters

Os três principais índices norte-americanos terminaram a semana com ganhos e a tocarem novos máximos. O Dow Jones subiu 0,58% para 24.651,74 pontos; a S&P 500 ganhou 0,90% para 2.675,81 pontos e Nasdaq subiu 1,17% para 6.936,6 pontos.

A expetativa é que falte muito pouco para serem conhecidos os detalhes finais da última versão da reforma fiscal nos Estados Unidos e o foco esteve no republicano Marco Rubio, que poderá ter mudado de ideias e vir a apoiar a lei, segundo noticia a CBNC.

“Os olhos estão postos em Marco Rubio e os mercados parecem estar a responder às últimas sobre se ele vai ou não apoiar a reforma dos impostos”, explicou o estrategista chefe da Ameriprise Financial, David Joy, à agência Reuters. “[A lei] ainda não está complemente de fora, mas está cada vez mais próxima”.

Em Wall Street, o índice industrial Dow Jones avançou % para pontos, enquanto o financeiro S&P 500 ganhou % para pontos e o tecnológico Nasdaq subiu % para pontos. O dólar valoriza 0,19% para 0,850 euros, 0,78% para 0,750 libras e 0,16% para 112,57 ienes.

O petróleo West Texas sobe 0,53% para 57,34 dólares. Em Londres o Brent cai 0,13% para 63,23 dólares.

Relacionadas

Reforma fiscal continua a dar otimismo a Wall Street

Os congressistas Republicanos chegaram a acordo com o presidente Donald Trump sobre a proposta de reforma fiscal e as bolsas norte-americanas têm negociado desde então com ganhos.
Recomendadas

Wall Street fecha a perder, com Nasdaq e S&P 500 a tombar mais de 2%

A nível empresarial, destaque para a queda da Apple de quase 5% depois do Bank of America baixar a empresa de Neutral para Buy, citando preocupações com uma desaceleração nos gastos do consumidor.

PSI fecha no ‘vermelho’. Jerónimo Martins perde mais de 6%

Houve apenas duas cotadas a terminarem a sessão em terreno positivo. Os CTT fecharam a valorizar 3,82% para os 2,72 euros e a Galp cresceu 0,44%, com as suas ações nos 9,63 euros. No mercado cambial, o euro está a ter uma valorização de 0,46% face ao dólar, para os 0,9779 euros.

Wall Street arranca ‘mista’ numa Europa mergulhada no ‘vermelho’

A a Amazon está em destaque, após anunciar um aumento do salário médio dos trabalhadores de armazém, bem como os trabalhadores de entregas. O anúncio antecede em duas semanas o segundo evento de ofertas Prime Day da Amazon, marcado para 11 e 12 de outubro, evento que provocou uma crescente pressão sindical sobre a empresa.
Comentários