“Export Summit” abre portas às PME no exterior

Com as exportações e a conquista dos mercados externos como denominador comum, este evento volta a concentrar muitas centenas de empresários portugueses e estrangeiros.

Ao longo dos últimos 11 anos, sem paragens ou interrupções, a Fundação AIP, o Novo Banco e a AICEP têm assegurado a realização daquele que é considerado o maior evento do universo exportador em Portugal. E este ano, tendo em conta o número de participantes, bem como a diversidade e quantidade de iniciativas realizadas, tudo aponta para mais uma edição bem-sucedida. Um sucesso que pode ser realmente quantificado, na medida em que cada workshop, café temático ou em qualquer um dos restantes formatos encontrados pela organização para potenciar contactos, significará, a curto ou médio prazo, a concretização de um negócio além-fronteiras.

Durante um dia, no Centro de Congressos de Lisboa, esta plataforma de estímulo à internacionalização das empresas portuguesas, particularmente das pequenas e médias empresas (PME), contribuiu ativamente para “alargar a base exportadora nacional; contribuir para a capacitação e reforço das competências exportadoras das empresas tendo em vista a diversificação dos mercados de exportação; e fortalecer o relacionamento com parceiros e com entidades de apoio à exportação”, reforça a organização.

Tal como sublinhou o Comendador Rocha de Matos, presidente da Fundação AIP – Associação Industrial Portuguesa –, acompanhado na sessão de abertura pelo ministro da Economia, Caldeira Cabral, e pelos parceiros Novo Banco, através do seu presidente, António Ramalho, e da AICEP – Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal –, representada pelo seu presidente, Miguel Frasquilho, o Portugal Exportador “é uma marca de grande importância no panorama nacional que estabelece a diferença não só pela longevidade mas também pelo percurso em crescendo”.

Rocha de Matos salientou ainda que, nesta edição, uma das principais metas é reforçar um dos propósitos iniciais: ajudar na diversificação dos mercados. “Atualmente é um aspeto fundamental, tendo em conta os momentos de crise que afetaram, ou afetam, alguns mercados cruciais para as empresas portuguesas, nomeadamente os mercados PALOP”, explicou o comendador que, em notas finais, não deixou de evidenciar o quanto as exportações passam agora pela capacidade de inovar e por melhor gestão da complexidade que encerram, obrigando, cada vez mais, a potenciar a “inteligência competitiva” de cada empresa. Um conjunto de características exigidas às PME que apostam nas exportações e que, no entender do ministro da Economia, Caldeira Cabral, são efetivamente asseguradas pelo tecido empresarial português e explicam o sucesso dos seus processos de internacionalização. Aliás, para o ministro da Economia, as empresas vivem “um bom momento“ em termos de exportações e o país “um bom momento económico, aliás, esta fase já dura há mais de 10 anos”. Em sua opinião, Portugal está a viver uma fase de “crescimento económico equilibrado, forte e robusto que é para continuar”.

Ainda sobre as exportações, Caldeira Cabral defende que o êxito se explica, incontornavelmente, com uma melhoria tecnológica e pela evolução para novos setores. E também nos chamados setores tradicionais se registou uma evolução positiva.

 

Recomendadas

Portugal Exportador: Iniciativa 100% digital “supera expectativas”

Pedro Braga, diretor-geral adjunto da Lisboa Feiras Congressos e Eventos, diz ao JE que as empresas portuguesas aderiram ao novo formato e contabiliza uns expressivos 1.425 participantes nas sessões e o agendamento de cerca de 500 reuniões.

Portugal Exportador reinventa-se com formato híbrido e aposta digital

Evento, que se realiza a 18 de novembro, adiciona formato digital à presença física, encurtada devido às normas de segurança da Covid.

Players do turismo não antecipam retoma do setor antes do segundo semestre de 2021

Recuperaçã do turismo deverá ser lenta, depois da queda abrupta daquele que foi a alavanca das exportações portuguesas nos últimos anos, consideraram especialistas do setor durante o painel “Turismo: Motor das exportações”, no evento Portugal Exportador, do qual o Jornal Económico é media partner. 
Comentários