Exportação de bens de alta tecnologia com queda expressiva na Madeira

Em termos anuais é uma das descidas mais acentuadas. A proporção de bens de alta tecnologia exportados era de 6,54% em 2016, enquanto que em 2017 ficou nos 2,72%.

A proporção de bens de alta tecnologia exportada apresentou uma quebra significativa na Madeira, diz a Direção Regional de Estatística (DREM).

Em 2017 essa proporção ficou nos 2,72%, distante dos 6,54% obtidos no ano anterior. A tendência de quebra já vem desde 2015 numa altura em que se ficou nos 7,97%, refere o organismo de estatística regional.

A exportação de bens de alta tecnologia já teve uma proporção de 19,36% em 2009. Por exemplo em 2011 esse valor chegou aos 17,53%, e em 2008 atingiu os 14,39%.

Em 2017 foi das quebras mais abruptas, em termos anuais, que se verificou na exportação de bens de alta tecnologia, de acordo com os dados da DREM.

Recomendadas

Câmara do Funchal quer criar mais e melhores condições para um desporto inclusivo

“Queremos uma cidade cada vez mais inclusiva e integradora”, defendeu a vereadora com os pelouros da Acção Social, Helena Leal, na apresentação dos terceiros Campeonatos do Mundo de Basquetebol e Judo para Atletas Síndrome de Down – Madeira 2022.

Saiba que tipo de informação é dada pela nova etiqueta energética

A informação que consta da etiqueta varia conforme o equipamento, mas existe um conjunto de informação comum.

UMa promove Macaronight para debater adaptação às alterações climáticas e restauração das águas e oceanos

Na Madeira, o projeto é liderado pela Universidade da Madeira e tem como parceiros a Secretaria Regional de Educação, a Câmara Municipal do Funchal, a ARDITI e a StartUp Madeira.
Comentários