Exportações aumentaram 20,3% em fevereiro e importações cresceram 42,3%

As exportações portuguesas de bens aumentaram 20,3% e as importações subiram 42,3% em fevereiro, face ao mesmo mês de 2021, divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Em janeiro deste ano, o aumento das exportações tinha sido de 22,6% e o das importações de 38%.

Face a fevereiro de 2020, período ainda não afetado pela crise pandémica, as exportações aumentaram 23,2% e as importações 26,3%.

O INE diz que “são de salientar os acréscimos observados nas exportações e importações de ‘fornecimentos industriais’ (30,8% e 44,2%; 38,8% e 47,9% face a 2020, respetivamente) e nas importações de ‘combustíveis e lubrificantes’ (133,5%; 97,8% face a 2020)”.

Já se excluídos os combustíveis e lubrificantes, em fevereiro, as exportações aumentaram 17,5% e as importações 31,6% face ao mesmo mês de 2021. Face a fevereiro de 2020 as subidas são de 19,7% e 17,5%, pela mesma ordem.

Ainda segundo o INE, em fevereiro, o défice da balança comercial de bens foi de 2.154 milhões de euros, um aumento de 1.412 milhões de euros face ao mesmo mês de 2021 e mais 569 milhões de euros em relação a fevereiro de 2020.

Já excluindo combustíveis e lubrificantes, o défice situou-se em 1.276 milhões de euros, mais 807 milhões de euros relativamente a 2021 e mais 102 milhões de euros face a fevereiro de 2020.

Recomendadas

Espanha agrava impostos sobre lucros de petrolíferas e elétricas em 2023

Espanha vai avançar com o agravamento de impostos sobre os lucros das empresas energéticas, atendendo à subida dos preços, anunciou este sábado o primeiro-ministro Pedro Sánchez.

Espanha destina mais nove mil milhões até final do ano para responder a subida de preços

O governo espanhol aprovou este sábado um novo plano para responder ao impacto da guerra na Ucrânia na economia e ao aumento dos preços, no valor de nove mil milhões de euros até ao final do ano.

GNR garante segurança do Fórum do BCE com cerca de 140 militares por dia

Um total de aproximadamente 140 militares por dia, com a utilização de diferentes meios da Guarda Nacional Republicana (GNR), vai garantir a segurança do Fórum do Banco Central Europeu (BCE) em Sintra entre domingo e a próxima quinta-feira.
Comentários