Exportações de serviços da UE crescem 13% depois de “quebra substancial” causada pela pandemia (com áudio)

Tanto as exportações de serviços com as importações de serviços cresceram em 2021 na União Europeia, mas as vendas registaram um aumento mais acentuado, aproximando-se dos níveis pré-pandemia.

O ano de 2021 foi sinónimo de recuperação no que diz respeito às exportações de serviços pelos Estados-membros da União Europeia (UE) para países fora do bloco comunitário. De acordo com a nota publicada esta segunda-feira pelo Eurostat, estas exportações atingiram 1.027 mil milhões de euros, mais 13% do que no ano anterior. Também as importações de serviços aumentaram, em termos homólogos, na UE, mas a variação registada neste caso foi mais modesta: 2%. Resultado? O saldo atingiu 133 mil milhões de euros, valor próximo do máximo, que foi registado em 2018.

“Os dados provisórios mostram que em 2021 os Estados-membros da UE exportaram serviços no valor de 1.027 mil milhões de euros para países fora da UE, um aumento de 13% face a 2020 (mais 910 milhões de euros)”, começa por sublinhar o gabinete de estatísticas, no destaque publicado esta manhã.

E acrescenta: “O impacto da crise de Covid-19 em 2020 levou a uma quebra substancial tanto no valor das exportações da UE (-15% face a 2019) como nas importações (-14%), mas houve uma recuperação imediata em 2021 nas exportações da UE, que quase regressaram aos níveis pré-pandemia”.

Já quanto às importações de serviços pelos países do bloco comunitário, o último ano ficou marcado por um aumento “modesto”: 2% face a 2020 para 894 mil milhões de euros.

E em resultado destas duas dinâmicas (o crescimento considerável das exportações e o modesto aumento das importações), o superavit do comércio de serviços da UE atingiu 133 mil milhões de euros, “perto do valor mais elevado registado em 2018”.

De notar que, de acordo com o Eurostat, o saldo em questão atingiu o seu ponto mais alto de sempre em 2018: 134 mil milhões de euros, tendo caído já 2019. Em 2020, por exemplo, baixou para 33 mil milhões de euros, valor mais baixo desde, pelo menos, 2011.

Recomendadas

Respostas Rápidas: como deve investir a pensar na reforma?

Com uma estrutura demográfica cada vez mais envelhecida, as dúvidas em torno da sustentabilidade da Segurança Social no médio-prazo reforçam o papel da poupança privada no rendimento dos portugueses em reforma, pelo que importa compreender os vários instrumentos financeiros ao seu dispor.

Respostas rápidas: é assim que pode ir para a reforma antes dos 66 anos e sete meses

Não tem 66 anos e sete meses, mas quer ir para a reforma? Há vários regimes que permitem a antecipação da pensão de velhice. O Jornal Económico explica, com base num guia do ComparaJá.

Preço médio das casas do Canadá vai custar perto de 500 mil euros até ao fim de 2023

Aumento das taxas de juro acima do previsto pelo Banco do Canadá estão a fazer com que os custos com a habitação consumam 60% das finanças das famílias, o valor mais elevado desde 1990.
Comentários