Exportações de vinhos nacionais subiram 8% em 2021 para mais de 925 milhões

A organização salientou “o crescimento das exportações nos mercados dos Estados Unidos da América, alemão e brasileiro”, sublinhando ainda que “em sentido contrário, os mercados angolano e sueco registaram decréscimos”.

As exportações de vinhos portugueses subiram, no ano passado, 8,11%, em temos homólogos, tendo ultrapassado os 925 milhões de euros, de acordo com dados divulgados pela ViniPortugal.

“O ano de 2021 foi altamente positivo para as exportações de vinhos portugueses, em comparação com o mesmo período de 2020”, referiu a entidade, que reúne várias associações, acrescentando que “em 2021 registou-se um aumento de 8,11% em valor nas exportações comparativamente com o período homólogo de 2020, tendo ultrapassado os 925 milhões de euros”.

A organização salientou “o crescimento das exportações nos mercados dos Estados Unidos da América (+13,08%), alemão (+13,46%) e brasileiro (+8,65%)”, sublinhando ainda que “em sentido contrário, os mercados angolano e sueco registaram decréscimos de, respetivamente, -7,40% e -4,06%”.

O mercado que mais comprou a Portugal foi o francês, de acordo com os dados da associação, com cerca de 116 milhões de euros.

Paralelamente, nos mercados europeus em que a ViniPortugal faz promoção de vinhos “a Polónia foi o país que registou um maior crescimento percentual, aumentando 19,54% no ano de 2021 (ultrapassando os 30,98 milhões de euros), seguida pela Alemanha que aumentou 13,46% (ultrapassando os 54,67 milhões de euros) e Dinamarca, com um aumento de 6,68% (para os 22,97 milhões de euros)”, de acordo com a mesma nota.

A organização destacou ainda países como “os EUA (+13,08%), Brasil (+8,65%) e Rússia (+34,50%)”, representando vendas totais de 104,32 milhões de euros, 73,77 milhões de euros e 10,98 milhões de euros, respetivamente, sendo que para a China “foram exportados 14,27 milhões de euros, um crescimento de 9,55% face a 2020 e uma recuperação, dado que em 2020 este mercado tinha decrescido”.

“Este grande crescimento das vendas em valor (de 8,11%) quase duplicou o crescimento de 2020, com grande crescimento em novos mercados, mas também um grande crescimento das exportações para os nossos mercados tradicionais”, afirmou Frederico Falcão, presidente da ViniPortugal, citado na mesma nota.

Recomendadas

Bancos sujeitos a coimas até 1,5 milhões se não aplicarem diploma do Governo para crédito à habitação

Está já em vigor, a partir deste sábado, o diploma que estabelece medidas destinadas a mitigar os efeitos do incremento dos indexantes de referência de contratos de crédito para aquisição ou construção de habitação própria permanente. Bancos têm 45 dias a partir de hoje para aplicar as medidas.

Ministra da Justiça diz que é preciso melhorar condições dos processos de recuperação de empresas

“A melhoria das condições de processos de recuperação [de empresas], sobretudo em períodos de insolvência e de dúvida, como o que atravessamos, é um desafio, mas um desafio que temos de concretizar”, afirmou Catarina Sarmento e Castro.

Restaurantes da AHRESP vão assegurar alimentação dos peregrinos da Jornada Mundial da Juventude

A AHRESP vai apoiar a Fundação na “definição das regras de funcionamento da rede de restaurantes e similares que irão assegurar o fornecimento de refeições para os participantes da Jornada Mundial da Juventude e contactar restaurantes e similares para promover a sua adesão à rede, bem como promover o uso do Guia de Boas Práticas da Restauração e Bebidas junto da rede”, lê-se no comunicado.  
Comentários