Faculdade de Medicina de Lisboa tem novas instalações

António Costa e Manuel Heitor inauguram esta segunda-feira, 16 de dezembro, o Edifício Reynaldo dos Santos, onde, além da Faculdade, ficará também instalado o Centro Académico Clínico de Lisboa.

O Edifício Reynaldo dos Santos, assim denominado em homenagem ao prestigiado médico português, nasceu para albergar a Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa (FMUL) e o Centro Académico Clínico de Lisboa, que será dedicado ao desenvolvimento de atividades de investigação, valorização e transferência tecnológica. Aí investigadores, estudantes e empresas poderão criar projetos que “resultem em novas terapêuticas e tecnologias inovadoras no combate às doenças cardiovasculares”.

O Centro Académico Clínico de Lisboa dispõe de uma unidade cardiovascular equipada com laboratórios para Investigação e Desenvolvimento associados a cultura de células, biologia molecular e experimentação em pequenos animais. “Esta nova área irá contribuir para a afirmação nacional e internacional da FMUL, nomeadamente através da captação de alunos estrangeiros e facilitar a integração da FMUL em redes europeias de ensino e investigação na área da saúde, prevenção e reabilitação cardiovascular”, destaca a tutela, em comunicado enviado às redações.

Na sessão de inauguração participam esta segunda-feira, 16 de dezembro, o primeiro-ministro, António Costa, e o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, bem como o professor catedrático jubilado da FMUL José Fernandes e Fernandes, que proferirá uma palestra intitulada “Reynaldo dos Santos: Personalidade inspiradora e intemporal”.

Reynaldo dos Santos, licenciado na Escola Médico-Cirúrgica de Lisboa, antecessora da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, especializou-se em cirurgia geral e urologia. Participou na fundação da European Society of Cardiovascular Surgery, a qual chegou a presidir, e criou o Centro de Angiografia Reynaldo dos Santos. Destacou-se como vanguardista, tendo dedicado os últimos anos de vida a investigar e a promover a arte portuguesa, nos domínios da tapeçaria, arqueologia, pintura e escultura.

Recomendadas

Três praias de Oeiras interditadas a banhos

As praias de Caxias, Santo Amaro de Oeiras e Paço de Arcos foram interditadas a banhos, desde sexta-feira, depois das análises à qualidade da água revelarem valores microbiológicos acima dos parâmetros de referência, revelou hoje a Autoridade Marítima Nacional.

António Almeida-Dias: “Ao contrário do ensino superior estatal, não pedimos dinheiro ao Governo”

Presidente da APESP defende que Portugal tem muito a ganhar com um ensino superior privado que usufrua da autonomia e liberdade consagradas na Constituição e que o Estado limita. O setor privado da economia já demonstrou ser o motor da inovação e do progresso, diz.

IPLeiria constrói cinco residências e renova sete num investimento de 25 milhões do PRR

Com este investimento, o Politécnico vai assegurar residências de estudantes em todas as cidades onde conta com oferta formativa, nomeadamente em Leiria, Caldas da Rainha, Peniche, Marinha Grande, Pombal e Torres Vedras.
Comentários