“Falar Direito”. “Consolidação na banca é mais ou menos inevitável e vai acontecer a vários níveis”

“A consolidação na banca é mais ou menos inevitável. As concentrações permitem criar sinergias de custos e de receitas. Em Portugal vai acontecer a vários níveis: nos bancos mais pequenos de forma inevitável mas também nos médios e maiores”, realçou o advogado Jorge Brito Pereira, sócio da J+Legal e com larga experiência na área de fusões e aquisições.

A concentração em vários setores afigura-se como um cenário inevitável, com especial destaque para o sector da banca. Como destacou o advogado Jorge Brito Pereira na última edição do programa “Falar Direito”, da plataforma JE TV, a banca é “provavelmente um dos negócios que mais tem mudado nos últimos dez a vinte anos a nível regulatório, concorrencial e na forma como o negócio é estruturado”.

Este foi um dos temas que esteve em destaque nesta edição.

“A consolidação na banca é mais ou menos inevitável. As concentrações permitem criar sinergias de custos e de receitas. Em Portugal vai acontecer a vários níveis: nos bancos mais pequenos de forma inevitável mas também nos médios e maiores”, realçou o advogado Jorge Brito Pereira, sócio da J+Legal e com larga experiência na área de fusões e aquisições.

Relacionadas

Dos mercados de capitais à consolidação da banca. Veja o “Falar Direito” com o advogado Jorge Brito Pereira

O voto plural, que passou a ser permitido nas sociedades cotadas, deveria ser alargado às outras empresas, propõe o advogado Jorge Brito Pereira em entrevista a Filipe Alves, diretor do JE. Dessa forma poderia ser possível manter em Portugal os unicórnios de base nacional.
Recomendadas

Morais Leitão e Garrigues assessoram compra do Lx Factory

A sociedade de advogados da Rua Castilho apoiou a ‘joint venture’ constituída pela Europi e pela Arié Investimentos e o escritório ibérico esteve ao lado da Keys.

‘Compliance now’

A adoção de medidas de controlo interno eficazes e concretas são obrigações, não só de cunho nacional, como comunitário e, portanto, internacional, que a cada dia se tornam mais restritivos e mais exigentes.

Abreu integra advogado José Maria Formosinho Sanchez

O ex-associado coordenador na área de Resolução de Litígios da PLMJ passa a advogado principal da equipa de Penal, Sancionatório e Compliance da sociedade liderada por Inês Sequeira Mendes.
Comentários