Famílias europeias poupam menos no 2.º trimestre

A taxa de poupança das famílias fixou-se em 12,9% na zona euro no segundo trimestre deste ano, abaixo dos 13,1% registados nos primeiros três meses do ano, segundo o Eurostat. Também no total dos 28 países da União Europeia (UE), a taxa caiu de 10,7% no primeiro trimestre deste ano para 10,4% do rendimento disponível […]

A taxa de poupança das famílias fixou-se em 12,9% na zona euro no segundo trimestre deste ano, abaixo dos 13,1% registados nos primeiros três meses do ano, segundo o Eurostat.

Também no total dos 28 países da União Europeia (UE), a taxa caiu de 10,7% no primeiro trimestre deste ano para 10,4% do rendimento disponível no segundo trimestre.

A taxa de poupança corresponde à percentagem do rendimento disponível bruto que as famílias não gastam e reservam para o aforro.

Ainda segundo os dados sobre a poupança das famílias hoje divulgado pelo gabinete oficial de estatísticas europeu, a taxa de investimento das famílias caiu ligeiramente para 8,2% entre abril e junho (face aos 8,3% do primeiro trimestre), enquanto na UE se manteve estável nos 7,8%.

Quanto ao rendimento das famílias, em termos nominais, cresceu uns ligeiros 0,2% na zona euro no segundo trimestre, o mesmo aumento registado no rendimento das famílias em termos reais, per capita.

 

OJE/Lusa

Recomendadas

Fugas Nord Stream representam a maior libertação de metano de todos os tempos

A fuga nos Nord Stream já começam a revelar consequências para o ambiente com a maior fuga de metano já registada.

Ucrânia: Banco Mundial concede mais 540 milhões de euros a Kiev

O Banco Mundial anunciou que irá conceder um apoio adicional no valor de 530 milhões de dólares (540,6 milhões de euros) para permitir à Ucrânia “responder às necessidades urgentes causadas pela invasão russa”.

Ucrânia: Biden diz que aliados da NATO não serão “intimidados” por Putin

O Presidente norte-americano, Joe Biden, afirmou hoje que os Estados Unidos e seus aliados não se deixarão “intimidar” pelo seu homólogo russo Vladimir Putin, e prometeu que a NATO defenderá “cada centímetro” do seu território.