Farfetch: “Abrirmos os nossos horizontes” com as startups

As candidaturas para a 4ª edição do programa “Dream Assembly” já estão abertas. “Sendo uma plataforma tem de ser capaz de ser ligada a outros negócios e alavancá-los”, refere Luís Teixeira, diretor da Farfetch Portugal sobre o negócio da tecnológica luso-britânica.

As candidaturas para a 4ª edição do programa de aceleração de startups promovido pela Farfetch já estão abertas. O próximo Dream Assembly deverá arrancar na primavera de 2020, mantendo-se focado em transformar o futuro da moda e do retalho. Em entrevista ao Jornal Económico (JE), Luís Teixeira, diretor da Farfetch Portugal, garante que a empresa vai manter o programa, apesar de as próximas edições ainda não estarem desenhadas em termos de temas e critérios.

“Este é um programa, para nós, muito importante. Pode-se fazer inovação de várias partes. Portanto, é um programa que quando o fazemos não fazemos com o intuito de vir a adotar o que essas empresas estão a desenhar desenvolver. Fazemos isto, em primeiro lugar, para dar a volta à comunidade, mas também para estarmos a par do que de melhor se faz em termos de inovação e abrirmos os nossos horizontes”, explicou o ainda Chief Operations Officer (COO) da Farfetch.

Segundo Luís Teixeira, os empreendedores colocam o unicórnio luso-britânico a pensar como podem redesenhar a sua plataforma para a indústria, de forma a que possa ser utilizada por cada vez mais canais distintos. “Sendo uma plataforma tem de ser capaz de ser ligada a outros negócios e alavancá-los”, refere o gestor ao JE.

A Farfetch considera que o Dream Assembly é um “projeto de sucesso”, quer ao nível da evolução das startups que se têm juntado ao programa quer no aprofundamento da relação que a empresa tem com elas. As sete startups selecionadas para esta 3ª edição (BECOCO, Brandpoint Analytics, Change of Paradigm, Inline Digital, Mirow, Personify XP e a portuguesa Springkode) foram recentemente recebidas pelo CEO em Londres.

“Ficámos muito entusiasmados por recebermos este grupo de empresas no programa Dream Assembly e por podermos partilhar o nosso conhecimento e a nossa experiência nas indústrias da moda e da tecnologia. Esperamos agora poder continuar a apoiar os nossos alumni à medida que eles vão continuando os seus caminhos”, disse José Neves, antes do mais recente Demo Day, que se realizou no início deste mês.

Farfetch: apoiar as novas gerações de empreendedores

Relacionadas

PremiumFarfetch quer “fazer algo revolucionário” na sede de Matosinhos

Luís Teixeira, diretor da Farfetch Portugal, garante que o unicórnio está no país “para ficar e continuar a investir”. Tecnológica luso-britânica emprega mais de dois mil no Porto, Lisboa, Braga e Guimarães.
Recomendadas

Três startups vencem programa de inovação da Prio

As empresas AirCO2 Fintech (Espanha), BeFC (França) e Evyon (Noruega) ganharam a sexta edição do “Jump Start”. “Perante desafios tão importantes como a transformação digital, sustentabilidade e a transição energética, acreditamos que é fundamental dar voz e colaborar com startups”, garante a diretora de I&D da petrolífera.

PremiumPortugal Ventures passa de prejuízo a lucro de 12 milhões

A sociedade do grupo Banco Português de Fomento registou um aumento de 45% na valorização da carteira de capital de risco, em relação a 2020, o que explicou os resultados líquidos positivos.

Prémio “João Vasconcelos – Empreendedor do ano 2022” atribuído aos fundadores da Coverflex

O prémio de “Empreendedor do Ano” foi entregue pelo presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Moedas, e por Bernardo Correia, ‘country manager’ da Google Portugal, entidade parceira desta edição.
Comentários