Farfetch atinge 728,8 milhões de lucros no primeiro trimestre

O grupo fundado e liderado por José Neves diz que absorveu o pior da pandemia e que está pronto para expandir os lucros e assim “remunerar os nossos acionistas”.

A plataforma de venda de artigos de luxo de origem portuguesa, a Farfetch, revelou que no primeiro trimestre de 2022, a receita gerada do grupo e a receita da plataforma digital aumentam 1,7% e 2,5%, respetivamente, para 930,8 milhões e 809,5 milhões de dólares, respetivamente (não se apresentam valores em euros para não se perder a comparação subjacente aos valores apresentados no mercado norte-americano).

A receita do primeiro trimestre de 2022 aumentou 6,1% para 514,8 milhões de dólares, ao mesmo tempo que a margem de lucro bruta do 1º trimestre de 2022 foi de 44,8% e a margem das encomendas da plataforma digital de 32,7%.

Os lucros depois de impostos do primeiro trimestre de 2022 foram de 728,8 milhões de dólares incluindo benefícios não monetários resultantes do impacto da descida do valor da ação e de itens detidos a um valor justo de mercado e a redimensionamentos. O EBITDA ajustado do primeiro trimestre de 2022 foi de 35,8 milhões de dólares.

José Neves, fundador, presidente e CEO da Farfetch, disse, citado por comunicado oficial, que “o nosso core business continua muito forte, apesar dos macroeventos na China e encerramento das operações na Rússia, que impactaram o nosso desempenho e as nossas perspetivas. Estamos entusiasmados com a oportunidade de concentrar nossos esforços em 2022 para racionalizar ainda mais nossos negócios, alinhando o nosso perfil de custos fixos com um menor crescimento de curto prazo, o que acredito nos permitirá saia de 2022 numa posição de força”.

Paralelamente, José Neves afirmou que “fora esses fatores externos, vimos um forte crescimento do mercado nas Américas e no Oriente Médio, no primeiro trimestre de 2022, e as nossas relações com clientes e marcas de luxo estão cada vez mais fortes”.

Já Elliot Jordan, CFO da Farfetch, disse, igualmente citado pelo comunicado, que “estou satisfeito que os resultados do primeiro trimestre de 2022 da Farfetch, que demonstram a nossa força e capacidade subjacentes de adaptação ao ambiente macro em mudança, Aquele responsável referiu ainda que “à luz do ambiente atual, estaremos a adaptar a nossa alocação de recursos com vista a alavancar a vantagem do modelo de plataforma que temos para aumentar a participação de mercado, ao mesmo tempo nos posicionamos para expandir os nossos lucros e para entregar valor ao acionista.

Antes do fecho do mercado, as ações da Farfetche seguiam a cotar nos 7,68 dólaresm ,mais 0,58 dólares por ação (mais 8,17%), mas já depois do fecho derraparam para os 7,40 dólares, menos 3,63%.

 

Recomendadas

Afinal, que soluções existem para as empresas?

O Banco Português de Fomento lançou no início do ano os dois primeiros programas para apoiar a solvabilidade do tecido empresarial português. A banca está focada em aconselhar e montar as operações.

Presidente da Ryanair antecipa subida de preços nas ‘low-cost’

Michael O’Leary diz que o preço médio por bilhete deverá subir entre 10 a 20 euros nas viagens low-cost, que estão a tornar-se, segundo o mesmo, “demasiado baratas”.

Candidaturas selecionadas para o Consolidar conhecidas em julho

Os programas Recapitalização Estratégica e Consolidar têm gerado grande interesse, diz a presidente da comissão executiva do Banco Português de Fomento, Beatriz Freitas, ao Jornal Económico.
Comentários