Farfetch passa a permitir pagamentos em criptomoedas

Inicialmente a Farfetch aceitará sete criptomoedas como a Bitcoin, Ethereum, Binance Coin. 

A plataforma do mercado online de moda de luxo Farfetch anunciou que vai passar a aceitar criptomoedas como forma de pagamentos pelos seus artigos.

Em comunicado a empresa diz que “os pagamentos em criptomoedas estarão disponíveis para os clientes privados da Farfetch que comprarem no marketplace nos próximos meses e para todos os clientes da Farfetch nos EUA, Reino Unido e Europa a partir do final de 2022, com outros países a seguir o mesmo rumo”.

Inicialmente a Farfetch aceitará sete criptomoedas como a Bitcoin, Ethereum, Binance Coin.

“Esta iniciativa vem no seguimento do lançamento bem-sucedido de pagamentos em criptomoedas nas lojas de retalho do Farfetch Group como a Browns e lojas selecionadas Off-White em março deste ano, com a loja principal da Palm Angels em Milão a ser a próxima a aderir”, explica a empresa.

Sobre a decisão do pagamento em criptomoedas José Neves, Founder, Chairman e CEO da Farfetch, sublinhou que a empresa “lançou os pagamentos em criptomoedas em dois ambientes muito distintos – na boutique monomarca, com a Off-White, e na boutique multimarca, com a Browns”.

“Este foi um passo crucial para testar e aprender, e estamos entusiasmados em partilhar o nosso conhecimento técnico com nossa comunidade. Como uma empresa de plataforma, estamos a inovar constantemente para servir de ponte entre a indústria do luxo e as novas tecnologias e ambientes onde o cliente de luxo está hoje e estará amanhã. Com este movimento, esperamos capacitar os nossos incríveis parceiros de boutiques e marcas a adotar as criptomoedas”, considerou José Neves.

Recomendadas

BES/GES: Passos Coelho ouvido em tribunal durante cerca de duas horas

Passos Coelho chegou ao Campus da Justiça pelas 14h05 e avisou logo que não iria prestar declarações à entrada do tribunal por estar “um bocadinho atrasado”, uma vez que a sua audição estava agendada para as 14h00.

Pedro Morais Leitão é o novo administrador-delegado da Media Capital

“Pedro Morais Leitão regressa, assim, ao grupo Media Capital, onde já desempenhou funções de administrador da Media Capital Multimédia e foi responsável pela fundação do portal IOL”, adianta a dona da TVI e da CNN Portugal.

Flexdeal com lucros consolidados de cerca de 160 mil euros entre outubro e março

A empresa apresentou ao mercado o seu Relatório de Gestão Intercalar, relativo ao período de 1 de outubro de 2022 a 31 de março de 2022. O resultado líquido do período atribuível à Flexdeal terminado em 31 de março de 2022 foi de 203.044,31 euros. O resultado líquido consolidado do período foi de 159.677,49 euros.
Comentários