Faturação da Portugal Sotheby’s Realty aumentou 40% entre janeiro e outubro (com áudio)

Neste período a marca de imobiliário especializada no segmento residencial de luxo realizou 477 transações, com um preço médio superior um milhão de euros, tendo vendido imóveis a 29 nacionalidades, com destaque para Portugal, Estados Unidos, Reino Unido e Alemanha

Nos primeiros dez meses de 2022 a Portugal Sotheby’s Realty registou um aumento de 40% na sua faturação, tendo realizado 477 transações, com um preço médio superior um milhão de euros, informou esta quinta-feira, 10 de novembro, a marca de imobiliário especializada no segmento residencial de luxo.

Neste período, a Portugal Sotheby’s Realty vendeu imóveis a 29 nacionalidades, com destaque para Portugal, Estados Unidos, Reino Unido e Alemanha como os principais investidores.

Entre estas quatro nacionalidades, a marca de imobiliário destaca “a procura por parte de clientes norte-americanos, que não só não constavam no top das nacionalidades há cinco anos, como estão inclusive no primeiro lugar dos clientes que mais compraram imóveis de luxo na região de Lisboa”, indica o comunicado.

Entre os empreendimentos de luxo que mais procura tiveram entre janeiro e outubro, destacam-se o ‘Maison Eduardo Coelho’, situado em Lisboa e que foi vendido em tempo recorde, o ‘Sun Cliffs Resort’, localizado em Lagos e que já têm mais de 30% das residências vendidas e o ‘Greens Vilamoura’, lançado apenas há um mês e que já conta com 40% das unidades vendidas.

Miguel Poisson, CEO da Portugal Sotheby’s Realty refere que “os números alcançados são bastante significativos e comprovam a qualidade dos nossos recursos humanos, a robustez do mercado de luxo (mesmo em contexto de inflação elevada e aumento das taxas de juro) e a apetência pelo nosso país que continua a oferecer uma proposta de valor única para quem quer investir ou viver em Portugal”.

Recomendadas

Investimento no sector de retalho cresceu 170% em Portugal até setembro

A análise europeia da consultora Savills revela que o investimento em centros comerciais representou 27% de toda a atividade de investimento no segmento de retalho, em comparação com os 14% verificados no período homólogo do ano passado.

Preço das casas para arrendar em Portugal subiu 2,9% em novembro (com áudio)

No final do mês de novembro, arrendar casa tinha um custo de 12,5 euros por metro quadrado.

Just a Change está a angariar fundos para reabilitar casas em Portugal

O objetivo passa não apenas por melhorar as condições habitacionais, mas também gerar impacto em áreas como a saúde, segurança, conforto e bem-estar.
Comentários