Fauci aconselha governo norte-americano a tornar vacina obrigatória para quem viaja de avião dentro dos EUA

Os problemas de viagens na segunda-feira marcaram o quarto dia consecutivo de cancelamentos de voos, coroando um fim de semana de Natal sombrio para milhares de passageiros que ficaram nas filas do aeroporto e nas linhas de atendimento ao cliente para remarcar os voos.

Anthony Fauci, especialista em doenças infeciosas

Com o aumento dos casos de Covid-19 nos Estados Unidos, ao qual se junta o mau tempo, fez com que as companhias aéreas cancelassem mais de mil voos na segunda-feira. A disseminação da variante Ómicron levou o principal especialista em doenças infecciosas do governo norte-americano, Anthony Fauci, a sugerir que o governo considere tornar obrigatório a t0ma da vacina contra a Covid-19 para voos domésticos, avança a “Reuters”.

Os problemas de viagens na segunda-feira marcaram o quarto dia consecutivo de cancelamentos de voos, coroando um fim de semana de Natal sombrio para milhares de passageiros que ficaram nas filas do aeroporto e nas linhas de atendimento ao cliente para remarcar os voos.

As companhias aéreas têm lutado contra a falta de pessoal, já que a disseminação de infeções atribuída à variante do Ómicron forçou muitos pilotos, tripulantes e outros trabalhadores a fazerem quarentena nas suas casas.

As tempestades de inverno também afetaram as viagens. Na segunda-feira, as companhias aéreas cancelaram mais de 1.300 voos comerciais dentro ou com entrada e saída dos Estados Unidos.

Fauci, o maior especialista em doenças infecciosas do governo norte-americano, disse que o certificado de vacina contra a Covid-19 para viagens aéreas domésticas devia ser considerado. “Esse é apenas mais um dos requisitos que acho razoável considerar”, disse Fauci à “MSNBC” numa entrevista.

O presidente dos EUA Joe Biden, recusou confirmar se consideraria a medida sugerida por Fauci, após no passado já ter rejeitado que tal obrigação seria necessária.

O número médio de novos casos de Covid-19 nos Estados Unidos aumentou 55% para mais de 205 mil por dia nos últimos sete dias, de acordo com uma contagem da “Reuters”.

O Centro de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA disse na segunda-feira que iria encurtar o tempo de isolamento recomendado para norte-americanos infetados, de dez dias antes para cinco dias, se estiverem assintomáticos. A mudança pode ajudar as companhias aéreas e outras empresas a mitigar a falta de pessoal.

O mesmo CDC também disse na segunda-feira que estava a investigar 68 navios de cruzeiro após relatos de casos Covid-19 a bordo.

Recomendadas

Covid-19: Mortalidade e internamentos estáveis, infeções com tendência crescente

A mortalidade e as hospitalizações por covid-19 continuam em níveis estáveis em Portugal, mas o país regista uma tendência crescente de novos casos de infeção, indica o relatório sobre a evolução da pandemia hoje divulgado.

Portugal registou 19.703 mil casos e 41 mortes de Covid-19 na última semana

A Direção-Geral da Saúde contabilizou mais 2.049 infeções e mais quatro óbitos em comparação à semana anterior.

Governo decide não renovar estado de alerta em território nacional

O ministro da Saúde justifica a decisão com “o elevado nível de vacinação na população portuguesa”.
Comentários