FC Porto. Eliminação da Liga dos Campeões abre “buraco” de 30 milhões de euros

O FC Porto termina a Liga dos Campeões desta época com 44,2 milhões de euros em prémios, muito longe dos 73,7 milhões de euros garantidos na época passada. Diferença é de quase 30 milhões de euros e não será totalmente colmatada, mesmo que os ‘azuis e brancos’ ganhem a Liga Europa.

Com a eliminação da fase de grupos da Liga dos Campeões, o FC Porto já sabe que irá apresentar um valor mais modesto relativamente ao resultado financeiro fruto da prestação desportiva na mais rentável prova de clubes a nível mundial: a Liga dos Campeões.

Só no que diz respeito a esta prova, o FC Porto vai apresentar nas contas desta época um “buraco” de 29,5 milhões de euros, face à verba garantida na época passada, de acordo com as contas feitas pelo “Correio da Manhã” esta quinta-feira.

A derrota por 1-3 frente ao Atlético de Madrid, impediu não só o FC Porto de continuar em prova como de arrecadar 9,6 milhões de euros, prémio referente à qualificação para os oitavos-de-final da principal competição da UEFA, verba que iria juntar-se aos 44,2 milhões de euros já garantidos nesta edição da Liga dos Campeões.

Apesar de ser um montante considerável, a verdade é que estes 44,2 milhões de euros estão muito longe do resultado financeiro alcançado na época passada. Em 2020/21, o FC Porto conquistou 73,7 milhões de euros, fruto da chegada aos quartos-de-final, fase que iria marcar a eliminação frente ao Chelsea da equipa comandada por Sérgio Conceição.

Assim, o “buraco” no relatório e contas de 2021/22 poderá ser de 29,5 milhões de euros e o mesmo só pode ser atenuado com a Liga Europa, uma competição muito menos “generosa” que a Liga dos Campeões em termos de prémios.

Assim, e no que diz respeito à Liga Europa, o FC Porto poderá garantir 18,4 milhões de euros caso ganhe esta prova. Os ‘azuis e brancos’ vão receber 500 mil euros por disputarem o ‘play-off’ desta competição mas a chegada aos oitavos-de-final poderá render apenas 1,2 milhões de euros, uma diferença considerável face ao prémio de 9,6 milhões euros da Liga dos Campeões, referente à mesma fase da prova.

A FC Porto SAD registou um lucro de 33,4 milhões de euros na temporada 2020/21, um valor que é o melhor da história do emblema azul e branco que divulgou os resultados do último ano, em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). Depois de ter apresentado um prejuízo de 115,9 milhões na época 2019/20, a SAD portista volta a ter valores positivos. Por outro lado, o passivo verificou um aumento de 74,2 milhões de euros, sendo agora de 526.140 milhões de euros.

 

Recomendadas

SAD do Sp. Braga com resultado positivo de 3,1 milhões de euros na época passada

Relativamente ao exercício financeiro que terminou a 30 de junho deste ano, que ainda não refletem a venda do passe futebolístico do defesa central David Carmo (transferência fechada para o FC Porto na ordem dos 20 milhões de euros), a SAD dos bracarenses destaca que este foi um período “pautado por múltiplos constrangimentos associados à pandemia”.

“Jogo Económico”. “Não é aceitável que as claques sejam instrumentalizadas para satisfazer atitudes tribais”

Emanuel Macedo de Medeiros, o português que lidera a Sport Integrity Global Alliance foi o convidado da última da edição do programa “Jogo Económico”, da plataforma multimédia JE TV, e abordou a génese dos problemas que se eternizam no futebol em Portugal e apontou caminhos.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quarta-feira.
Comentários