FC Porto SAD duplica emissão de obrigações para 70 milhões de euros (com áudio)

A SAD do FC Porto informou que face à oferta inicial de 35 milhões de euros, recebeu 2.362 ordens, que correspondem a um montante total de 48, 28 milhões de euros. O JE avançou na sexta-feira, citando fontes do mercado, que a decisão de duplicar o montante a colocar estava a ser ponderada devido à uma grande adesão à oferta.

A Futebol Clube do Porto – Futebol, SAD informou esta segunda-feira que duplicou o valor da Oferta Pública de Subscrição de Obrigações para 70 milhões de euros, do montante inicial de 35 milhões de euros, depois de ter recebido ordens no valor de 48,28 milhões de euros, confirmando a notícia avançada pelo Jornal Económico no dia 14 de maio.

“A FC Porto SAD vem informar o mercado que, até ao final do dia de hoje, 17 de maio de 2021, foram recolhidas
intenções de subscrição consubstanciadas em 2.362 ordens, que correspondem a um montante total de 48, 28 milhões de euros (69% do valor total da Oferta, considerando o aumento para até 14 milhões do número de obrigações a emitir e do respetivo valor nominal global da Oferta para 70 milhões de euros conforme adenda ao prospeto publicada hoje”, afirmou em comunicado divulgado no site da CMVM.

As ordens de subscrição recolhidas no dia de hoje correspondem a 10% do total de ordens recolhidas até ao momento e de 7% do montante total, explicou, adiantando que poderão ser transmitidas ordens de subscrição das Obrigações FC Porto SAD 2021-2023 até às 15h00 do dia 21 de maio de 2021, podendo as mesmas, uma vez que na presente Oferta Pública de Subscrição não foi previsto um período de irrevogabilidade de ordens, ser alteradas ou revogadas.

Na oferta, lançada a 4 de maio, o preço de subscrição é de cinco euros por obrigação, com um montante mínimo de subscrição de 1.500 euros, ou seja, 300 obrigações. A taxa de juro bruta é de 4,75%.

FC Porto SAD pondera aumentar empréstimo obrigacionista para 70 milhões (com áudio)

Recomendadas

Marcas vs Catar: o difícil equilibrismo das maiores marcas do mundo. Veja o “Jogo Económico”

Do equilibrismo de quem patrocina a prova à anti-campanha de quem está de fora, estes dias estão entregues a uma espécie de Mundial de marcas com desfecho imprevisível. Daniel Sá, especialista em marketing desportivo e diretor-executivo do IPAM e Henrique Tomé, analista da corretora XTB, são os convidados desta edição.

O Mundial de todas as contradições em análise. Veja o “Atlantic Connection”

Com apresentação de Giovanna Oliveira e José Carlos Lourinho, o Atlantic Connection é um programa produzido em parceria pela BM&C News e pelo Jornal Económico, que oferece uma perspectiva em português sobre os grandes temas da atualidade global.

“Catar? O meu lugar no futebol é no Estádio da Luz”, realça ministro da Cultura

Na semana em que o Parlamento votou e aprovou a ida de Marcelo Rebelo de Sousa ao Catar, para que o Chefe de Estado estivesse na estreia da Seleção portuguesa nesta competição, o ministro da Cultura, conhecido sócio e adepto benfiquista, referiu nesta entrevista que não irá ao Mundial, mesmo que Portugal chegue à final.
Comentários