Fechado: Lufthansa compra 100% da Brussels Airlines

Operação vai ser fechada ao longo do mês que vem.

A Brussels Airlines e a Lufthansa anunciaram ter chegado a acordo para que a companhia aérea alemã adquira 55% das ações de empresa belga, com o qual terá o controlo total da sociedade.

A Lufthansa e os accionistas da SN Airholding, matriz da Brussels Airlines, chegaram a acordo sobre as modalidades de compra pelo que o conselho de administração da Lufthansa decidiu exercer a opção de compra.

Esta vai tornar-se efectiva a 31 de dezembro e a transacção será fechada em janeiro de 207, em linha com o plano avançado pelas companhias quando anunciaram a operação em Setembro.

A Lufthansa, que já possui os 45% restantes das ações da Brussels Airlines desde 2008, irá pagar 2,6 milhões de euros para tornar-se proprietário de forma efectiva da totalidade da SN Airholding. Esta quantidade é notavelmelmente inferior ao valor real do pacote de ações, estimado em 150 milhões.

Recomendadas

Goldman Sachs prevê que inflação medida pelo IHPC atinja 5% em outubro na zona euro

O banco norte-americano prevê ainda que o ano de 2023 verá a inflação ‘core’ em 2,9% (em comparação a 2,7%), e para 2024 deve atingir 2,2% (2,1% anteriormente), consequência de um arrefecimento mais lento das pressões da inflação ‘core’ até 2023.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta segunda-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta segunda-feira.

Turismo do Centro teme retração de mercados internacionais em 2023

“O que temos mais certo é o imprevisível”, afirmou Pedro Machado, que falava aos jornalistas em Coimbra, no âmbito das comemorações do Dia Mundial do Turismo, que se celebra na terça-feira.
Comentários