Fed sobe taxa em 0,25 pontos percentuais e prevê mais três aumentos em 2017

Como esperado, Fed aumentou pela primeira vez as taxas de juro em 2016. Expectativas sobre a inflação aumentaram “consideravelmente.

Carlos Barria/Reuters

A Reserva Federal dos EUA subiu as taxas de juros pela primeira vez este ano, em 0,25 pontos percentuais, e reviu em alta as previsões para os custos do crédito em 2017, adiantando que as expectativas sobre a inflação aumentaram “consideravelmente”.

No comunicado emitido após a reunião de dois dias do Federal Open Market Committee, os decisores explicam que a subida com “as realizadas e esperadas condições no mercado do trabalho e na inflação”.

Adiantaram que “a política monetária suporta algum fortalecimento das condições no mercado do trabalho, e um regresso da inflação aos 2%”.

Os decisores do banco central prevêem agora três novas subidas nas taxas em 2017, face a uma previsão de duas na última reunião, em setembro. Estas previsões são baseadas na mediana das estimativas dos 17 membros da Fed.

A decisão sobre as taxas de juros foi unânime entre os membros pela primeira vez desde Julho, e eleva o alvo para o ‘federal funds rate’, ou seja a taxa de empréstimos ‘overnight’ entre bancos, para um intervalo de 0,5% e 0,75%, o que em princípio fará subir ligeiramente os custos do crédito para consumidores e empresas, e beneficiará as poupanças.

O presidente-eleito, Donald Trump, prometeu cortes nos impostos e investimento nas infraestruturas para fomentar o crescimento, mas as taxas mais altas poderão contrabalançar o impacto desses estímulos.

O aumento das taxas era, no entanto, dado como garantido, com todos os 103 analistas consultados pela Bloomberg a preverem essa decisão.

As projeções do Fed demonstraram poucas alterações às divulgadas em setembro. O banco central espera agora que a economia norte-americana cresça 2,1% em 2017, uma ligeira revisão dos 2% previstos em setembro.

(em atualização)

Relacionadas

FED: subida de taxas hoje é consensual, mas o foco está no ‘dot plot’

Os 77 economistas sondados pela Bloomberg, e os 122 questionados pela Reuters, prevêem que o banco central do Estados Unidos anuncie uma subida de um quarto de um ponto percentual hoje.

Wall Street negoceia na linha de água à espera da decisão da Fed

Índices acionistas nos EUA em modo de espera por decisões e comentários após a reunião da Fed. Comunicado sai às 19h00 e Janet Yellen fala aos jornalistas meia-hora depois.
Recomendadas

Adjudicados últimos seis lotes do concurso para fornecimento de serviços à rede SIRESP

O concurso para fornecimento de serviços à rede de emergência SIRESP foi concluído na segunda-feira, antes do prazo, com a adjudicação dos restantes seis lotes, anunciou hoje a empresa que gere o sistema.

Há um “caminho longo” a percorrer no envelhecimento ativo, diz a ministra da Coesão Territorial

“Sabemos hoje mais sobre as maleitas dos mais velhos e sabemos como as evitar”, sublinhou Ana Abrunhosa, reiterando que “todos queremos envelhecer com qualidade”.

Apoio às famílias pode mitigar desaceleração da economia, prevê Fórum para a Competitividade

O pacote de apoios preparado pelo Governo como resposta à inflação pode mitigar a desaceleração da economia, mas o próximo ano apresenta-se repleto de riscos de desafios. Salários reais devem voltar a cair, prevê o Fórum para a Competitividade.
Comentários