Félix da Costa rescinde com a Red Bull Racing

Depois de quatro anos integrado na equipa Red Bull Racing, António Félix da Costa decidiu por um fim a uma ligação que mantinha desde 2012


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

António Félix da Costa rescindiu contrato com a equipa de Fórmula 1 Infiniti Red Bull Racing. O piloto português que esteve ligado à formação de Milton Keynes durante quatro temporadas como piloto de testes e reserva, termina assim a ligação à equipa de F1, mantendo-se no entanto conectado com a Red Bull como atleta da marca tanto na Fórmula E como no DTM.

Depois de quatro anos integrado na equipa Red Bull Racing, António Félix da Costa decidiu por um fim a uma ligação que mantinha desde 2012, altura em que era dado como certo na Escuderia Toro Roso, situação que não se confirmou e desde ai António tem mantido um papel importante no seio da equipa de F1. A decisão do piloto luso prende-se com o facto das suas tarefas como piloto de testes e reserva lhe ocuparem bastante tempo, com Félix da Costa a preferir nesta fase da sua carreira focar-se a 100% no DTM, onde é piloto oficial da BMW e também na FIA Fórmula E, onde representa a Team Aguri.

OJE

Recomendadas

Diz-me o que lês e dar-te-ei mais sugestões de leitura…

Eis algumas sugestões para desfrutar num sofá confortável, com a temperatura amena que uma manta sempre traz, e que nos levam a esquecer o tempo e a viajar por universos paralelos. Boas leituras!

Bailarino Marcelino Sambé Personalidade do Ano da Associação da Imprensa Estrangeira

“A AIEP distingue Marcelino Sambé, 28 anos, pelo seu percurso artístico ímpar e pelo caminho percorrido como português de raízes africanas, dos chamados ‘bairros sociais’ ao maior palco de dança da Europa”, lê-se no comunicado da associação, que destaca o lugar cimeiro do vencedor da 33.ª edição do prémio, “numa das maiores e mais prestigiadas companhias de bailado do mundo”.

NFT: uma ‘buzzword’ ou uma oportunidade?

Weekend: A equipa da Instinct deixa-lhe sugestões de entrevistas, livros, filmes, séries, podcasts e artigos que o/a vão ajudar a entender, refletir e inspirar sobre o futuro para inovar com impacto.