Feriados em 2022: Estes são os dias que tem de marcar no calendário

Para começar a pensar nas férias do próximo ano mais cedo, dizemos-lhe quais os feriados para 2022, de forma a planear as férias.

O ano de 2021 está a chegar ao fim  e está na altura de começar a pensar nas férias do próximo ano, para as marcar até março do próximo ano. Muitos portugueses escolhem tirar férias nas alturas de feriados, ou fins de semana prolongados, de forma a estender o período de férias.

Para começar a pensar nas férias do próximo ano mais cedo, dizemos-lhe quais os feriados para 2022, de forma a planear as férias. O próximo ano vai contar com um total de 13 feriados nacionais, com cinco fins de semana prolongados e quatro pontes, contando com o Carnaval (porque ninguém leva a mal).

No calendário, o primeiro feriado é logo a 1 de janeiro, um sábado. O Carnaval acontece a uma terça-feira, a 1 de março, e as crianças têm este dia de descanso.

Ora, o primeiro feriado que os portugueses vão ter a oportunidade de gozar, colocando uma ‘ponte’ será a 15 de abril (Sexta-feira Santa), com a Páscoa a ser a 17 de abril, um domingo. O próximo acontece na semana a seguir: 25 de abril, que calha a uma segunda-feira.

O dia 1 de maio, Dia do Trabalhador, está alocado a um domingo, não existindo a possibilidade de tirar um dia do calendário dos trabalhadores. Assim, a ponte seguinte acontece a 10 de junho, uma sexta-feira, em que se celebra o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas. Na segunda-feira seguinte, a 13 de junho, é feriado em Lisboa, Dia de Santo António (o primeiro dos Santos Populares), o que significa que os lisboetas vão ter a oportunidade de celebrar.

A 24 de junho goza-se o São João, sendo feriado no Porto, e o São Pedro é a 29 de junho, uma quarta-feira, onde não há a possibilidade de gozar uma ponte, ainda que um descanso a meio da semana não seja desperdiçado.

O dia 15 de agosto marca a Assunção de Nossa Senhora, um feriado religioso, que vai permitir aos portugueses desfrutar de uma ponte à segunda-feira ou adicionar um dia nas férias.

A Implantação da República acontece a uma quarta-feira, a 5 de outubro, mas volta a permitir um descanso a meio da semana, quando os portugueses já estão a precisar de descansar do regresso ao trabalho. O dia de Todos os Santos celebra-se a 1 de novembro que no próximo ano acontece a uma terça-feira, sendo a oportunidade tirar uma folga ou um dia de férias e gozar um fim de semana com quatro dias.

A 1 de dezembro celebra-se a Restauração da Independência, um feriado que calha a uma quinta-feira mas onde se pode escolher o modelo do feriado anterior. Também o dia da Imaculada Conceição calha a uma quinta-feira, 8 de dezembro. Por sua vez, o Natal, a 25 de dezembro, celebra-se a um domingo.

Dia do anoDia da semanaDescrição do feriado
1 de janeirosábadoDia de Ano Novo
15 de abrilsexta-feiraSexta-feira Santa
17 de abrildomingoPáscoa
25 de abrilsegunda-feiraDia da Liberdade
1 de maiodomingoDia do Trabalhador
10 de junhosexta-feiraDia de Portugal, Camões e das Comunidades Portuguesas
13 de junhosegunda-feiraSanto António
16 de junhoquinta-feiraCorpo de Deus
24 de junhosexta-feiraSão João
29 de junhoquarta-feiraSão Pedro
15 de agostosegunda-feiraAssunção de Nossa Senhora
5 de outubroquarta-feiraImplantação da República
1 de novembroterça-feiraDia de Todos os Santos
1 de dezembroquinta-feiraRestauração da Independência
5 de dezembroquinta-feiraDia da Imaculada Conceição
25 de dezembrodomingoNatal

 

Recomendadas

Controlar despesas? Siga esta cinco estratégias

Organizar o orçamento familiar e analisar as despesas com maior peso mensal são dois passos essenciais para planificar a sua vida financeira. Conheça algumas estratégias e ferramentas para fazer frente à atual “avalanche” de aumento de preços e proteger a sua carteira.

Sabe se vai compensar mudar para o mercado regulado do gás? A Deco lança calculadora

Com esta calculadora, pode introduzir a quantidade de gás natural que habitualmente consome, consultando a última fatura, e indicar o número de dias a que essa fatura se refere. Basta depois copiar os dados da fatura para a calculadora e obtém, de imediato, o custo que teria em igual consumo e igual período de faturação no mercado regulado a partir de outubro.

Um senhorio pode aumentar a renda em mais de 50%? Saiba aqui

O aumento da renda da casa é uma das preocupações mais comuns e que, na verdade, resulta da subida da inflação. Mas, apesar de haver algumas exceções, dependendo de contrato para contrato, os senhorios têm de respeitar algumas regras para proceder ao aumento da renda.
Comentários