Férias à vista. Uber Eats chega a mais quatro zonas do Algarve

No menu de Tavira, Lagoa, Carvoeiro e Galé há marisco, pizzas, sushi, entre outros pratos de restaurantes locais. Em pouco mais de uma semana, a aplicação de entregas incluiu novas cidades algarvias e o munícipio de Esposende no cardápio. As vendas globais da empresa atingiram os 2,3 mil milhões no primeiro trimestre.

“Operação biquíni” – ou nem tanto. A pensar em quem gosta de descansar do fogão nas férias e nos algarvios que também querem que a campainha toque com uma refeição pronta à porta, a Uber Eats reinvestiu no Algarve e estreou-se esta quinta-feira nas cidades de Tavira e Lagoa, além de área de cobertura na região para as zonas do Carvoeiro e Galé.

“O Uber Eats reforça a expansão da área de cobertura algarvia para as zonas de Tavira, Lagoa, Carvoeiro e Galé. A operação do Uber Eats no Algarve já contemplava as cidades de Albufeira, Faro, Lagos, Loulé, Olhão, Portimão, Silves e Vila Real de Santo António”, avançou ao Jornal Económico (JE) fonte oficial da empresa.

Quem estiver em Tavira pode, a partir de hoje, encomendar na Uber Eats pratos dos restaurantes Ensui Sushi Thai, Água Salgada Petisqueira e Marisqueira, Bruncheria Food, Burger Ranch, entre outros. Na Lagoa, podem chegar-lhe refeições prontas do restaurante/pizzaria Casa João, Baushi – Sushi & Bar e Aleixo’s Take Away.

Já na semana passada a app havia alargado a abrangência no norte com a disponibilização de entregas ao domicílio no concelho de Esposende, mais precisamente nas vilas de Fão e Ofir, onde a empresa conta com parceiros locais, entre as quais a Dolce Sapore Pizzaria, a Esquina Gourmet e o Marine Lounge. Mais abaixo, em Pombal e na Malveira, a Uber Eats chegou em janeiro.

“Os primeiros cinco meses do ano demonstram que continuamos a dar passos no caminho certo para fazer do Uber Eats uma plataforma que chega a cada vez mais portugueses, sempre que precisam e em qualquer lugar. A nossa oferta cada vez mais alargada de produtos de supermercado, conveniência, entre outros, permite-nos responder a qualquer necessidade dos nossos utilizadores em qualquer momento do seu dia”, disse o diretor geral da Uber Eats em Portugal, Diogo Aires Conceição

A Uber Eats iniciou a operação em Portugal em 2017, quando tinha 90 restaurantes aderentes e, cinco anos depois, são mais de 8.800 restaurantes e comerciantes parceiros em mais de 90 cidades do país. Apesar de ser conhecida pela entrega de refeições, a aplicação da Uber Eats permite fazer compras de supermercados Continente, de artigos culturais e entretenimento da Note, de artigos de bem-estar, beleza e saúde da Wells, das lojas de conveniência da Galp, etc.

Nas metrópoles de Lisboa e Porto há ainda um serviço domiciliário de “Médico em Casa”, em parceria com a Ecco-Salva Medical Services, que está disponível 24 horas por dia durante toda a semana para assistência médica de clínica geral através de deslocação de um médico a casa, aconselhamento médico telefónico ou teleconsulta.

No primeiro trimestre de 2020, as receitas globais do Uber Eats subiram 44%, em comparação com os meses de janeiro, fevereiro e março do ano passado homólogo, para os 2,5 mil milhões de dólares (2,3 mil milhões de euros). No total, as reservas brutas cresceram 12%, em termos homólogos, para os 13,9 mil milhões de dólares (12,9 mil milhões de euros), revelou ainda a multinacional, sem detalhar dados nacionais.

Recomendadas

JE promove debate sobre o valor económico da indústria farmacêutica (com áudio)

O Fórum da Indústria Farmacêutica realiza-se no Pestana Palace Lisboa Hotel, a partir das 9h15, e terá como tema central o valor económico da indústria farmacêutica. Será transmitido, em direto, através da plataforma JE TV, em www.jornaleconomico.pt.

Deloitte diz que reavaliação pedida por Novobanco aos Fundos de Reestruturação gerou perdas de 313 milhões em 2020

No documento da Deloitte, são reveladas as “perdas em fundos [de reestruturação] de 313 milhões de euros, resultantes essencialmente de um processo de reavaliação por entidade externa promovido pelo Novobanco, que resultou numa desvalorização média de cerca de 47% face ao Net Asset Value apresentado nas contas dos fundos” de reestruturação.

França e Espanha são os destinos de férias favoritos dos portugueses

Cá dentro, Funchal, Ponta Delgada, Lisboa e Porto são os locais preferidos, enquanto os períodos curtos de estadia são os mais escolhidos, de acordo com um levantamento feito pela agência de viagens eDreams, que também analisou dados sobre os turistas estrangeiros que fazem férias em Portugal.
Comentários