Ferro Rodrigues agita plenário ao elogiar José Sócrates

O presidente do Grupo Parlamentar do PS sustentou hoje que o ex-primeiro-ministro José Sócrates “resistiu até ao limite” ao resgate financeiro e defendeu que o ex-líder António José Seguro acertou nas consequências da política deste Governo. A referência direta a José Sócrates foi um dos momentos de maior agitação no plenário, na Assembleia da República, […]


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

O presidente do Grupo Parlamentar do PS sustentou hoje que o ex-primeiro-ministro José Sócrates “resistiu até ao limite” ao resgate financeiro e defendeu que o ex-líder António José Seguro acertou nas consequências da política deste Governo.

A referência direta a José Sócrates foi um dos momentos de maior agitação no plenário, na Assembleia da República, durante a intervenção de Ferro Rodrigues na sessão de encerramento do Orçamento do Estado para 2015, com deputados socialistas a aplaudirem as palavras de Ferro e as bancadas do PSD e CDS a protestarem de forma ruidosa.

“Então, como agora, os partidos da coligação juravam que nada tinham a ver com a austeridade e com o acordo com a ‘troika’ (Banco Central Europeu, Comissão Europeia e Fundo Monetário Internacional), quando, na verdade, já com eleições marcadas, prepararam, incentivaram, instigaram, exibiram, negociaram, assinaram e comemoraram o memorando de entendimento”, começou por referir o ex-secretário-geral do PS, antes de elogiar diretamente o seu sucessor na liderança deste partido (2004/2011).

“Um pedido de ajuda contra o qual muitos se bateram até aos limites de forças e possibilidades. E aqui há que salientar uma pessoa, um nome: José Sócrates”, especificou Ferro Rodrigues.

O presidente do Grupo Parlamentar do PS fez também uma referência elogiosa a António José Seguro logo no início da sua intervenção.

De acordo com Ferro Rodrigues, logo no início da presente legislatura, o PS começou a “avisar, pela voz de António José Seguro, para as consequências da política orçamental”.

 

OJE/Lusa

Recomendadas

Médicos dão prazo de duas semanas para Ministério da Saúde marcar reunião

“Já fizemos seguir o pedido de reunião ao senhor ministro [da Saúde, Manuel Pizarro] e solicitámos que essa reunião se desenvolva com a celeridade que deve e estabelecemos um limite para nas próximas duas semanas sermos convocados para essa reunião”, adiantou Noel Carrilho.

Número de trabalhadores em layoff clássico cai 6% em agosto

Os empregadores recorreram menos ao layoff clássico em agosto do que no mês anterior. Caiu 6% o número de trabalhadores abrangidos.

Teixeira dos Santos defende que aumentar pensões e Função Pública não alimentaria inflação

Em entrevista ao Público, o ex-ministro das Finanças Fernando Teixeira dos Santos não só não acredita que aumentar as pensões e os salários da Função Pública alimentaria a espiral inflacionista, como atira que o Governo tem de esclarecer melhor o argumento utilizado pelo Governo para limitar as atualizações regulares a que os pensionistas teriam direito.