Ferro Rodrigues não vai substituir Marcelo temporariamente

Marcelo Rebelo de Sousa não vai ser substituído temporariamente pelo presidente da Assembleia da República durante a operação ao chefe do Estado, disse à Lusa fonte do gabinete de Ferro Rodrigues.

Miguel A. Lopes/Lusa

“Considera o presidente da Assembleia da República que não existe essa situação [impedimento temporário], esperando que nunca exista”, segundo fonte do gabinete de Eduardo Ferro Rodrigues, que é a segunda figura na hierarquia do Estado Português, a seguir ao Presidente.

O presidente da Assembleia falou hoje de manhã pelo telefone com Marcelo Rebelo de Sousa.

O artigo 132.º da Constituição Portuguesa, recorda Ferro Rodrigues, não define claramente qual o tempo em o Presidente tem de estar impedido para ser substituído temporariamente.

Na sua nota, o presidente do parlamento “deseja muito rápidas melhoras do senhor Presidente da República”.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, está hoje à tarde a ser operado pela equipa do médico Eduardo Barroso a uma hérnia umbilical no hospital Curry Cabral, em Lisboa, disse à Lusa fonte da Presidência.

Relacionadas

Marcelo Rebelo de Sousa está a ser operado no hospital Curry Cabral

A cirurgia ao chefe do Estado está a ser feita pela equipa do médico Eduardo Barroso, acrescentou a mesma fonte.

Presidente da República vai ser operado a hérnia e cancela agenda até 1 de janeiro

“Esta operação estava há muito prevista para o início de janeiro, mas os médicos assistentes decidiram antecipá-la, por ter encarcerado”, lê-se num comunicado colocado no “site” da presidência.
Recomendadas

Respostas Rápidas: como deve investir a pensar na reforma?

Com uma estrutura demográfica cada vez mais envelhecida, as dúvidas em torno da sustentabilidade da Segurança Social no médio-prazo reforçam o papel da poupança privada no rendimento dos portugueses em reforma, pelo que importa compreender os vários instrumentos financeiros ao seu dispor.

Respostas rápidas: é assim que pode ir para a reforma antes dos 66 anos e sete meses

Não tem 66 anos e sete meses, mas quer ir para a reforma? Há vários regimes que permitem a antecipação da pensão de velhice. O Jornal Económico explica, com base num guia do ComparaJá.

Preço médio das casas do Canadá vai custar perto de 500 mil euros até ao fim de 2023

Aumento das taxas de juro acima do previsto pelo Banco do Canadá estão a fazer com que os custos com a habitação consumam 60% das finanças das famílias, o valor mais elevado desde 1990.
Comentários