PremiumFGS conseguiu recuperar mais de metade do total pago

O Fundo de Garantia Salarial (FGS) recuperou em 2021 quase 40,9 milhões de euros, cerca de 53% do valor pago aos trabalhadores.

Dos 76,7 milhões de euros pagos em 2021 aos trabalhadores com salários e subsídios em atraso, o Fundo de Garantia Salarial (FGS) conseguiu recuperar 53%, revela o relatório publicado pelo Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social (IGFSS). Isto uma vez que, ao pagar os valores em dívida aos trabalhadores, este instrumento fica como credor das empresas, procurando, nesse âmbito, reaver os valores que adiantou.

“O valor dos créditos recuperados no ano de 2021 totalizou o montante de 40.861.696 euros”, é indicado no referido documento. Em comparação, em 2020, foi recuperado um montante próximo de 30 milhões de euros, que correspondia a 39,6% do total pago. Ou seja, no último ano, o Fundo de Garantia Salarial conseguiu uma recuperação superior, tanto em termos absolutos, como em termos relativos.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Primeiros quatro meses do ano fecham com défice de 782 milhões de euros

O Ministério tutelado por Fernando Medina destaca o aumento de 15% da receita e a queda de 1,5% da despesa, ainda que esta última tenha aumentado 2,1% quando ignorando medidas extraordinárias de combate à pandemia.

Transmissões gratuitas de aplicações em fundos de investimento ficam sujeitas a imposto de selo

As transmissões gratuitas de valores aplicados em fundos de investimento mobiliário e imobiliário ou em sociedades de investimento mobiliário e imobiliário passam a pagar Imposto do Selo, segundo uma proposta de alteração do PS ao OE2022 hoje aprovada.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quinta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quinta-feira.
Comentários