Fidelidade adquire 70% da Insurtech Prosperity Group

Fidelidade procura aumentar oferta de seguros de poupança com este negócio. Insurtech tem uma forte presença na Suíça e Alemanha, mas também na Áustria, Itália e Liechtenstein.

A Fidelidade anunciou ter fechado um acordo para a aquisição de 70% da Insurtech Prosperity Group, que está presente nos mercados suíço e alemão. O valor da operação não foi revelado, mas a seguradora portuguesa, controlada pela chinesa Fosun, revela que o negócio vai melhorar a oferta da Fidelidade em seguros de poupança. A conclusão do negócio está dependente, agora, da aprovação das autoridades de supervisão relevantes.

Em comunicado, a Fidelidade sublinha que “a operação assegura o controlo de gestão por parte da Fidelidade bem como a manutenção da equipa de gestão executiva, que reforça a sua posição acionista para 30%, num claro sinal de continuidade do projeto e de confiança no futuro da companhia”.

Para o presidente executivo da seguradora portuguesa, Rogério Campos Henriques, a Insurtech Prosperity Group “é uma empresa inovadora” que representa uma oportunidade de negócio importante. Afinal, mais de 98% dos seus clientes proveem da Suíça e Alemanha, “dois dos mercados europeus com o mais alto nível de sofisticação e maturidade nesta linha de negócio”.

“Com esta aquisição, a Fidelidade procura reforçar as suas competências e expandir o seu negócio, melhorando a sua oferta em seguros de poupança e disponibilizando soluções mais flexíveis aos seus parceiros de negócio na distribuição”, afirma Rogério Campos Henriques.

A Insurtech Prosperity Group tem como principal atividade o desenvolvimento de produtos de poupança de longo prazo. Além de estar presente na Suíça e Alemanha, esta seguradora tem atividade também na Áustria, Itália e Liechtenstein. O grupo Insurtech controla um total de 67 mil apólices, sendo que os prémios brutos em 2020 ascenderam a 145 milhões de euros. Já o volume de prémios globais comprometidos expectáveis superam os 4.000 milhões de euros, refere o comunicado.

 

Recomendadas

Bancários reformados em protesto em frente à residência oficial do primeiro-ministro no dia 6

Os bancários reformados vão avançar com um protesto no próximo dia 6 de outubro, através de uma concentração em frente à residência oficial do primeiro-ministro, para exigir pagamento de complemento excecional de 50% das pensões.

BEI e Santander apoiam PME em Portugal com 820 milhões de euros

O Santander Portugal adianta que o acordo com o BEI poderá abranger mais de 3.000 pequenas e médias empresas (PME) e empresas de média capitalização.

PremiumPortugal Ventures passa de prejuízo a lucro de 12 milhões

A sociedade do grupo Banco Português de Fomento registou um aumento de 45% na valorização da carteira de capital de risco, em relação a 2020, o que explicou os resultados líquidos positivos.
Comentários