Filha trans de Elon Musk quer mudar de nome para se distanciar do pai

A filha mais velha do multimilionário é transgénero e quer mudar de nome, para este ficar de acordo com a sua identidade de género, mas também para se afastar do pai, com quem tem uma relação conflituosa.

Rebecca Cook / Reuters

A filha mais velha de Elon Musk, atualmente com 18 anos, deu início a um processo em tribunal para mudar de género e tirar o apelido do pai dos seus documentos.

Vivian é trans e quando nasceu foi registada como Xavier, mas agora quer passar a ser tratada como Vivian Jenna Wilson.

De acordo com o site noticioso “TMZ”, o facto de querer eliminar o apelido Musk é explicado com o desejo de não se relacionar “com o pai biológico de forma alguma”. A jovem, pretende passar a usar o nome da mãe, a escritora Justine Wilson.

Elon Musk é ainda pai de mais seis filhos. Do casamento com Justine, que entretanto terminou, resultam Griffin, irmão gémeo de Vivian, e os trigémeos Kai, Saxon e Damian, de 16.

Do relacionamento com a cantora Grimes, nasceram um bebé com o curioso nome de X AE A-XI, agora com um ano, e Exa Dark Sideræl, de três meses.

A relação de Elon Musk com a cantora terminou antes do último filho nascer. A gestação de Exa Dark Sideræl decorreu  numa barriga de aluguer.

Curiosamente, durante o julgamento do processos de difamação que Johnny Depp e Amber Heard moveram um contra o outro, o ator indicou Elon Musk como sendo o pai biológico da filha de Amber.

A criança, Oonagh Paige Heard, foi concebida também através de uma barriga de aluguer e Johnny Depp diz que Elon Musk foi o doador de esperma.

Recomendadas

Caleidoscópio Varda de novo em Serralves

A mulher que se fez fotógrafa, cineasta e artista plástica “aterra” em Serralves, no Porto, 13 anos depois, com a exposição “Luz e Sombra” e uma retrospetiva que reúne duas dezenas de filmes.

Livro: “Afropeu. A diáspora negra na Europa”

Da Amadora a Estocolmo, o inglês Johny Pitts, oferece ao leitor uma espécie de mapa alternativo com locais do Velho Continente onde os europeus de ascendência africana se constroem novas identidades e idiossincrasias.

Cenas do novo Velocidade Furiosa filmadas em Lamego e Castro Daire na próxima semana

O novo filme da saga vai iniciar gravações no norte do país e o concelho destaca a “oportunidade única” de colocar o concelho no palco do cinema mundial.
Comentários