Filstone avança com despedimento coletivo por dificuldades financeiras

A notícia foi avançada pelo jornal O Mirante e confirmada à Lusa por fonte da comunicação da empresa, que adiantou que a Filstone “está a passar por algumas dificuldades financeiras, pelo que foi necessário fazer uma reestruturação para evitar uma situação mais complicada”.

A Filstone – Comércio de Rochas, Lda avançou com um processo de despedimento coletivo de 53 pessoas, devido a dificuldades financeiras, confirmou à Lusa fonte da empresa sedeada em Fátima, no distrito de Santarém.

A notícia foi avançada pelo jornal O Mirante e confirmada à Lusa por fonte da comunicação da empresa, que adiantou que a Filstone “está a passar por algumas dificuldades financeiras, pelo que foi necessário fazer uma reestruturação para evitar uma situação mais complicada”.

Assegurando que a Filstone “não está a passar por qualquer processo de insolvência” e que está a continuar a trabalhar normalmente, a mesma fonte explicou que o mercado chinês, um dos principais clientes da empresa “fechou as portas” durante muito tempo no período da covid-19, o que se refletiu numa “quebra significativa de vendas”. Segundo o site da empresa, trabalham na Filstone cerca de 150 pessoas.

A empresa, que se dedica ao setor da pedra natural em Portugal, nasceu em 2002, junto a Alcanede, fixando-se na localidade de Casal Farto, em Fátima. A Filstone foi obtendo “dimensão e capacidade adequadas para o mercado chinês”, quando iniciou, em 2006, parceria com a Kingstar e, “em três anos, são introduzidos nove novos produtos de diversas pedreiras de calcário português na China”, lê-se na página.

Dois anos mais tarde, na sequência das alterações no negócio de trading e cooperativa em Portugal, a empresa adquiriu a pedreira em Casal Farto, Fátima, onde hoje se situa. “Em março de 2021, e após um novo desafio imposto pela pandemia, a Filstone inaugurou o primeiro Filstone Center, em Yunfu, reforçando a presença dos seus materiais na China”, informa ainda a empresa.

Em julho de 2021, adquiriu uma nova pedreira, em Alpalhão, no concelho de Nisa, alargando a sua área de negócio ao granito. A Filstone patrocina todos os escalões da formação e equipa sénior de futsal masculina do Sporting Clube de Portugal, entre outros emblemas desportivos.

Recomendadas

Taxa de juro média dos novos empréstimos à habitação ultrapassa os 2% pela primeira vez desde maio de 2016

Em agosto, os bancos concederam 1.855 milhões de euros de novos empréstimos aos particulares, menos 111 milhões do que em julho, sendo 1.205 milhões de euros de crédito à habitação. Já o montante de novos empréstimos às empresas foi de 1.297 milhões de euros, menos 173 milhões do que no mês anterior.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta terça-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta terça-feira.

Mark Bourke prevê subir o rácio de capital do Novobanco em cerca de 1% só com os lucros deste ano

“O nosso plano é o Novobanco ser independente e competitivo”, disse o CEO. Sobre se a Lone Star estava a negociar já com potenciais compradores numa venda futura do Novobanco, Mark Bourke respondeu “absolutamente que não”.
Comentários