Fintech portuguesa atinge 1.000 milhões de euros de pagamentos e faz doação aos bombeiros

A Ifthenpay, empresa portuguesa especializada na emissão e gestão de referências multibanco partilhadas para empresas, doou mil euros ao seu primeiro cliente, os Bombeiros de Santa Maria da Feira.

A Ifthenpay tornou-se na primeira fintech portuguesa a atingir os 1.000 milhões de euros de total de pagamentos acumulado e anunciou esta segunda-feira, 9 de abril, que, para assinalar a data, vai doar 1.000 euros aos Bombeiros de Santa Maria da Feira, o seu primeiro cliente.

A empresa portuguesa especializada na emissão e gestão de referências multibanco partilhadas para empresas, que conta com 11 mil entidades aderentes, acredita que os números se devem à popularidade das referências multibanco em Portugal – a maioria dos portugueses (mais de 80%) faz habitualmente pagamentos por referência Multibanco, quer seja nas caixas automáticas (36%) ou no homebanking (mais de 60%).

Filipe Moura, co-CEO e co-Founder da empresa de Santa Maria da Feira, pertencente ao distrito de Aveiro, afirma que “a integração tecnológica com as plataformas de e-commerce e outras plataformas que a Ifthenpay desenvolveu, democratizou as referências multibanco e trouxe-as com enorme sucesso para as plataformas tecnológicas”.

Parceira da SIBS, já que o negócio é ancorado no método nacional das referências de multibanco, a Ifthenpay cresceu 45% no ano passado, face a 2016, tendo atingido um volume de pagamentos de superior a 317 milhões de euros. O valor compara com os quase seis milhões de euros há 10 anos.

Num encontro com jornalistas a 6 de março, no qual o Jornal Económico esteve presente, o sócio-gerente já tinha antecipado que este marco, dos 1.000 milhões de euros, fosse alcançado este mês. “Deverá acontecer no final deste mês [março] ou início do próximo [abril]”, estimou Filipe Moura.

Recomendadas

Digi e Cellnex celebram acordo para instalação de rede 5G em Portugal

Esta é a primeira informação oficial a surgir depois de a Digi ter investido mais de 67 milhões de euros na compra de licenças 5G no leilão da Anacom.

Mastercard quer oferecer soluções tecnológicas de pagamento que incluam criptomoedas

A Economista Responsável pelos Mercados da Europa, Médio-Oriente e África no Instituto Económico da Mastercard, Natalia Lechmanova, mostrou como os hábitos dos consumidores estão a alterar-se nas economias ocidentais, onde “as pessoas estão a dar cada vez mais prioridade às experiências e menos a “coisas”.

Mobilidade Sustentável: conheça a aposta da Schindler

Com a missão de ser cada vez mais sustentável, a Schindler estabeleceu para o ano de 2030 uma redução de 50% nas emissões de gases com efeito de estufa das suas atividades, com base nos dados de 2020.
Comentários