Fitch atribuiu rating ‘A’ à Fidelidade

A agência de notação financeira atribuiu o rating de longo prazo A- e A à seguradora portuguesa maioritariamente detida pela Fosun. A Fitch invocou a robustez financeira da Companhia.

A agência americana de notação financeira Fitch anunciou hoje que atribuiu à Fidelidade o Rating A- stable (IDR) e A stable (IFS), notação das mais elevadas no panorama empresarial nacional, e que isso “expressa nomeadamente a forte capacidade da Fidelidade para honrar os seus compromissos financeiros”.

Para a obtenção deste sólido Rating, a Fitch destacou a elevada capitalização da Companhia de Seguros, em particular o seu rácio de solvência, assim como a solidez da sua carteira de investimentos.

A Fitch também destacou a posição de liderança da Fidelidade no mercado segurador português e o peso crescente da atividade internacional da empresa

Para Rogério Campos Henriques, CEO da Fidelidade: “O Rating atribuído pela Fitch à Fidelidade é o reconhecimento da estratégia de criação de valor que tem vindo a ser seguida, mas, talvez o mais importante, seja o que este Rating significa para a confiança e proteção dos nossos segurados.”

A companhia tem como Chairman, Jorge Magalhães Correia.

Recomendadas

BNA levanta suspensão da participação no mercado cambial imposta ao Finibanco Angola

O Finibanco Angola tinha sido suspenso de participar no mercado cambial, por um período de 45 dias, pelo Banco Nacional de Angola (BNA), depois de o supervisor bancário angolano detectar incumprimentos durante uma inspecção pontual, em meados de agosto.

Banco de Portugal mantém a zero a exigência aos bancos de um “reserva contracíclica de fundos próprios”

O Banco de Portugal revelou o tradicional comunicado sobre a reserva contracíclica de fundos próprios, desta vez relativa ao 4.º trimestre de 2022. O supervisor vai manter a dispensa de constituição de reserva contracíclica para a banca no quatro trimestre deste ano, à semelhança do que sucedeu nos anteriores.

Merlin Properties compra sede do Novobanco na Avenida da Liberdade por 112 milhões

A informação do comprador foi confirmada pela entidade bancária esta sexta-feira em comunicado, depois de já ter avançado com o valor do negócio nas últimas semanas.
Comentários