Fitch melhora rating da dívida do Santander Totta e é o melhor do sistema

A Fitch adianta ainda que “as classificações também refletem o desafio de integrar com sucesso o Banco Popular Portugal”, acreditando que “a rentabilidade do BST permanecerá resiliente em 2018”.

Cristina Bernardo

A agência Fitch melhorou o rating da dívida de longo prazo do Santander Totta de BBB para BBB+, “o melhor do sistema financeiro”, diz o Banco liderado por Vieira Monteiro. A agência reafirmou ainda o rating da dívida de curto prazo em F2. Os outlooks são estáveis.

A Fitch adianta ainda que “as classificações também refletem o desafio de integrar com sucesso o Banco Popular Portugal”, acreditando que “a rentabilidade do BST permanecerá resiliente em 2018”.

A Fitch destaca “a qualidade de ativos do Santander Totta melhores do que o setor e os níveis de capitalização adequados”, bem como “o crescimento da marca do Banco em Portugal e os benefícios de fazer parte do Grupo Santander em termos de capacidade de gestão”, refere o comunicado.

A agência de notação diz ainda que “as atividades do Santander Totta em Portugal são estrategicamente importantes para o grupo e são apoiadas por uma marca comum, fortes sinergias e integração com a casa-mãe, e uma ampla partilha de gestão de risco e procedimentos e políticas operacionais”.

A revisão acontece depois do rating da República ter sido alterado no dia 15 de dezembro para BBB, ficando assim o BST com um notch acima da República.

Recomendadas

“Angola representa uma oportunidade para os nossos acionistas”, afirma CEO do Access Bank

“Angola representa uma oportunidade para os nossos acionistas participarem no que acreditamos que irá gerar um valor mais forte à medida que África vai emergindo”, explicou Herbert Wigwe, CEO da Access Holding Pics, numa entrevista exclusiva para a Forbes África Lusófona.

Montepio vende Finibanco Angola a grupo da Nigéria

O Acess Bank é uma entidade detida a 100% pela Access Holdings Plc (Access Corporation), um banco comercial que opera através de uma rede de mais de 700 balcões e pontos de atendimento, abrangendo 3 continentes, 17 mercados e 45 milhões de clientes, segundo o Montepio. Valor não foi divulgado.

Lucros do Banco de Fomento sobem 135% para 22,9 milhões de euros em 2021

“Este aumento explica-se, essencialmente, pelo crescimento do produto bancário que passou de 31,89 milhões de euros, em 2020 para 44,69 milhões de euros no ano em análise”, ou seja, subiu 40%.
Comentários