Fiverr: plataforma que liga empresas a ‘freelancers’ já fala português

A Fiverr registou um crescimento de 73% de visitantes portugueses no primeiro semestre de 2020.

A Fiverr já pode ser explorada totalmente em português, embora do Brasil. A decisão da empresa israelita acontece depois de ter visto um aumento considerável de tráfego de utilizadores nacionais na plataforma.

Pela primeira vez, a Fiverr irá adaptar os seus serviços a um ambiente “não-inglês” e Portugal entrou no panorama ao ter registado um crescimento de 73% de visitantes entre o Q1 e o Q2 de 2020», diz a empresa em comunicado.

Segundo a Fiverr, a presença de utilizadores portugueses duplicou entre Março e Abril de 2020, em pleno período de confinamento. Além deste aumento de visitas, houve outros dados que levaram a empresa a dar mais atenção a Portugal.

A Fiverr diz ter registado um aumento de 47% dos compradores de serviços de freelancers em Portugal e um crescimento de 107% nas inscrições de novos utilizadores, nos dois primeiros trimestres de 2020.

O conceito da Fiverr passa por ter uma espécie de rede social para que freelancers de várias áreas mostrem as suas competências e ofereçam os seus serviços: «Cada freelancer tem o seu próprio perfil, descrição de serviço, avaliação e preço fixo, o que ajuda a evitar negociações desnecessárias. Desta forma, os prestadores de serviço também encontram trabalhos de forma mais fácil e rápida», explica a empresa.

PCGuia
Recomendadas

Complemento excecional a pensionistas: SNQTB remeteu nova carta ao Primeiro-Ministro

Depois do OE2023 ter sido aprovado o Sindicato Nacional dos Quadros e Técnicos Bancários diz que “o Partido Socialista mantém a injustiça em relação aos bancários reformados que foram indevidamente excluídos da atribuição do complemento excecional a pensionistas”.

PremiumRede 5G, um ano e quatro mil antenas depois

Portugal arrancou com a tecnologia de quinta geração a 26 de novembro. NOS, a primeira a lançar, revela que conta com 3.200 estações instaladas.

PremiumOaktree, Cerberus e Vanguard na corrida à VIC Properties

A Alantra vai receber esta sexta-feira as propostas não vinculativas para a compra dos ativos da VIC Properties. A Vanguard deverá avançar para o Pinheirinho. Oaktree e Cerberus entre os interessados.
Comentários