PremiumFlama fatura 30 milhões de euros e exporta 50% da produção

Empresa familiar de Oliveira de Azeméis bate-se contra os gigantes mundiais da produção de eletrodomésticos e celebra 40 anos em casa dos portugueses.

A Flama, uma empresa industrial portuguesa produtora de pequenos e médios eletrodomésticos, de raiz familiar, já exporta cerca de 50% da sua produção, ou seja, cerca de 15 milhões de euros.

“Atualmente, a Flama exporta 50% do total da sua produção. Os mercados mais relevantes são Espanha, França e Polónia. O mercado asiático, pela sua dimensão e potencial de escala, é um mercado que nos interessa bastante e onde já têm sido feitos alguns desenvolvimentos”, revela Joaquim Alves, CEO da Flama, em declarações exclusivas ao Jornal Económico.

A Flama nasceu em 1979 para se dedicar à produção de louças metálicas. Nessa altura, a democratização deste tipo de peças levou à criação da empresa, por António Alves e Amorosa Alves, então com a denominação de A. Alves Lda. Quatro anos depois, a empresa passou por um alargamento de gama e entrada no mercado de pequenos eletrodomésticos, através da produção de fritadeiras e grelhadores elétricos, que projetou a empresa para outra dimensão.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Vila Galé Collection Braga considerado o hotel mais marcante da Europa nos ‘Óscares do Turismo’

Com um investimento de oito milhões de euros, o Vila Galé Collection Braga resulta da reconversão do complexo do antigo hospital de São Marcos, que estava desocupado desde 2011, permitindo assim a requalificação de um imóvel de interesse público, datado de 1508.

Grupo Stellantis e DST Solar nas Agendas Mobilizadoras

A inovação verde para a indústria automóvel passa pelas Agendas Mobilizadoras. O ISQ&CTAG irá investir 6,2 milhões de euros.

TAAG recebe aviso de greve dos pilotos com início a 7 de outubro

O Sindicato de Pilotos de Linha Aérea (SPLA) decretou uma greve a partir de 7 de outubro, tendo já sido enviado o aviso de greve à TAAG – Linhas Aéreas de Angola na sexta-feira, anunciou este sábado a companhia aérea angolana.
Comentários