Floresta vermelha de Chernobyl. Rússia evacua 300 soldados com altas doses de radioatividade

Os soldados removeram a terra onde a radioatividade está concentrada para cavar valas e trincheiras, o que terá causado a radioatividade.

Vários trabalhadores ucranianos da central nuclear de Chernobyl alertaram a agência “Reuters” que as tropas de Moscovo estavam entrincheiradas na chamada “floresta vermelha”, uma das áreas mais contaminadas da zona de exclusão atómica.  Assim, o Kremlin teve de evacuar 300 soldados.

Na quarta-feira, Yaroslav Yemelyanenko, membro do Conselho de Estado ucraniano, garantiu que até sete autocarros cheios de soldados chegaram ao Centro de Medicina Radiológica de Gomel com sintomas de terem recebido altas doses de radiação. Os sintomas da “síndrome radioativa aguda” que os soldados russos apresentaram eram náuseas, vómitos, dor de cabeça e diarreia.

Além disso, a mesma fonte assegurou que não são os primeiros soldados a chegar. Estes soldados removeram a terra onde a radioatividade está concentrada para cavar valas e trincheiras. As tropas russas não utilizaram qualquer tipo de proteção para entrar nas zonas mais radioativas, quando todos os presentes devem levar um dosímetro no pescoço para medir as doses de radioatividade presentes em cada local.

Os engenheiros da central apontam que respirar a poeira contaminada ao remover a terra é “suicídio” para os humanos porque “faz inalar radiação para os pulmões”.

Há vários dias que o exército ucraniano insiste que os russos estão a utilizar as proximidades da central nuclear como um “refúgio”, já que as tropas ucranianas não estão por lá. A Ucrânia posicionou muito poucas tropas nas perto da central nuclear, com uma rotação contínua desde o começo da guerra.

Outra zona de alta poluição está localizada perto da base, bem na margem do rio Prypiat . Todas as colunas de tanques e blindados que tentaram tomar a capital nos primeiros dias, bem como todos os comboios logísticos que os alimentam, passaram por esta localidade.

O movimento de entrincheiramento em Chernobyl, que já foi detetado ontem pelo Pentágono e os seus satélites, desmente o anúncio de Vladimir Putin, quando garantiu que abandonaria a atividade militar em torno de Kiev . De acordo com os serviços de inteligência dos EUA, as tropas não estão a ir-se embora, mas sim a “reposicionar-se”.

Recomendadas

Ucrânia. Fundadora de ONG Nobel da Paz 2022 quer Putin em tribunal por crimes de guerra

A representante de uma das organizações que receberam este ano o Prémio Nobel da Paz defendeu hoje que o Presidente russo, Vladimir Putin, enfrente um tribunal internacional como criminoso de guerra pelo “genocídio” na Ucrânia.

Navalny classifica de “vergonhosa” pena de oito anos de cadeia a opositor russo

A condenação hoje do opositor russo Ilya Yashin a oito anos e meio de prisão por criticar a ofensiva militar contra a Ucrânia é “um veredicto vergonhoso”, denunciou o também opositor Alexei Navalny.

Marcelo lembra que há vários focos de guerra e critica UE por ter estado em “autocontemplação”

O Presidente da República considerou hoje que a União Europeia esteve em “autocontemplação” e “continua a não saber encontrar maneira de se relacionar com África”, relembrando que, além da Ucrânia, há outros focos no mundo que ameaçam a paz.
Comentários