Foi avisado pela Google sobre alterações no tratamento de dados? Saiba o que está em causa

A política de privacidade do gigante da Internet está a ser alvo de uma atualização. Que alterações vão entrar em vigor a partir de 22 de janeiro?

A Google está desde o fim de semana de 15 e 16 de dezembro a contactar por e-mail os seus utilizadores, em Portugal e Espanha, para informar sobre a nova forma como a tecnológica fornecerá os seus serviços no Espaço Económico Europeu e na Suíça, a propósito da nova legislação europeia.

Também a política de privacidade do gigante da Internet está a ser alvo de uma atualização.

As alterações que a Google está a transmitir não prejudicarão, segundo a empresa, o funcionamento dos produtos da empresa, incluindo o motor o de busca, o Gmail, o Google Maps, o Google Chrome, o Google Drive e o Youtube.

A partir de 22 de janeiro, a gigante norte-americana, assim como outras tecnológicas, terão de efectivar diversas mudanças na sua forma de atuar e no tratamento da informação, à luz das novas exigência comunitárias espelhadas no novo regulamento geral de protecção de dados da União Europeia, vulgo RGPD.

No caso da Google, os serviços da tecnológica serão “legalmente” responsabilizados junto da Google Ireland. A filial europeia da Google será, assim, responsável pelas informações fornecidas por todos os seus utilizadores e pela confirmadade da mesma com as leis da privacidade europeias aplicáveis, espelhadas no novo regulamento de RGPD, que entrou em vigor em 25 de maio deste ano.

Assim, por exemplo, se uma empresa portuguesa solicitar que a Google conceda acesso às informações de privacidade de um ou mais utilizadores, o caso será processado na Irlanda e não nos Estados Unidos, como acontecia até agora.

Recomendadas

Binter e Embrar fecham compra de cinco novas aeronaves por mais de 369 milhões de euros

As duas primeiras unidades estão previstas para chegar às Ilhas Canárias em novembro de 2023.

Manuel Champalimaud compra à Novares a área de injeção de plásticos para a indústria automóvel

A aquisição visa reforçar posição do Grupo Champalimaud no sector dos componentes de plástico decorativo e de interface para a indústria automóvel.

PremiumAmazon diz que “continua a fazer investimentos” de cloud em Portugal

A empresa norte-americana de computação na nuvem Amazon Web Services (AWCS)está a desenvolver um centro de dados no país, mas não se compromete com uma data de abertura.
Comentários