Forall Phones conclui plano de reestruturação e aposta na lusofonia com primeira loja em Luanda

A empresa de recondicionamento de telemóveis revela que vai apostar em “novos serviços, produtos e um plano de internacionalização nos países lusófonos”, estando prevista a abertura da primeira loja do grupo em Luanda, Angola.

A Forall Phone anunciou hoje, quarta-feira, que concluiu o plano de reestruturação encetado durante a pandemia, “dando início a uma nova fase da sua história”.

Num comunicado enviado ao Jornal Económico, a empresa pioneira em Portugal no mercado do recondicionamento de telemóveis revela que vai apostar em “novos serviços, produtos e um plano de internacionalização nos países lusófonos”, estando prevista a abertura da primeira loja do grupo em Luanda, Angola.

Nas palavras de Arnaldo Rodrigues, CEO da empresa fundada em 2015 por José Costa Rodrigues, “a Forall mantém intacta a sua reputação como a melhor empresa de recondicionamento de produtos Apple do mercado”.

“Este processo de reestruturação, que agora concluímos, irá permitir que a empresa possa prosseguir a sua missão, profissionalizando a sua penetração no mercado empresarial, dada a cada vez maior apetência por produtos recondicionados”, sublinhou.

“Estamos num momento único de crescimento deste mercado e a Forall está numa posição privilegiada para cimentar a sua liderança no mercado nacional e iniciar o seu percurso internacional com a abertura da primeira loja em Luanda, Angola. Temos um legado que respeitamos, iremos continuar a crescer e a evoluir para acomodar outros produtos, mas sempre com a mesma qualidade de recondicionamento que caracteriza a Forall”, explicou o executivo na mesma nota.

Em dezembro de 2020, em plena pandemia, José Costa Rodrigues vendeu a Forall Phones a um investidor privado português com ligações à China, numa operação que incluiu também a venda da participação do sócio Manuel Castel-Branco, tendo a nova estrutura acionista avançado com uma reestruturação da empresa, “capacitando-a para enfrentar os novos desafios do mercado, abrindo portas ao segmento empresarial e traçando um plano de internacionalização que permitirá à Forall conquistar clientes em várias geografias”.

Recomendadas

Grupo da transportadora aérea Sevenair aumenta receitas devido aos cursos de piloto

A Sevenair Academy viu o EBITDA fixar-se ligeiramente acima dos 2 milhões de euros no ano passado.

Sérgio Figueiredo contratado para consultor de Fernando Medina

O contrato estende-se por dois anos e Sérgio Figueiredo deverá receber um ordenado equiparado ao de um ministro.

SINTAC reúne com DGERT e ANA/VINCI para discutir serviços mínimos a assegurar agosto

Em causa estão ainda outras medidas defendidas pelo sindicato, desde o aumento de salários, para fazer face à inflação, até ao reforço dos recursos humanos.
Comentários