Ford prevê eliminar 3.200 postos de trabalho na Europa

A redução foi anunciada à imprensa após uma reunião geral de trabalhadores numa altura em que aumentam os receios de deslocalização na indústria automóvel na Europa, após os Estados Unidos terem anunciado amplas subvenções que favorecem os veículos elétricos produzidos no país.

©Ford

O construtor automóvel norte-americano Ford vai eliminar 3.200 empregos na Alemanha, essencialmente nas áreas administrativa e de ‘design’, disse esta segunda-feira à AFP um porta-voz do sindicato alemão IG Metall, avança a Lusa.

O “El Economista” destaca que a Ford estará a ponderar eliminar até 2.500 postos de trabalho na área de desenvolvimento de produtos e até mais 700 em funções administrativas, sendo as instalações da empresa alemãs as mais afetadas, destacou o sindicato alemão IG Metall.

A redução foi anunciada à imprensa após uma reunião geral de trabalhadores numa altura em que aumentam os receios de deslocalização na indústria automóvel na Europa, após os Estados Unidos da América terem anunciado amplas subvenções que favorecem os veículos elétricos produzidos no país.

O “El Economista” avança que a fábrica da Ford em Colónia, na Alemanha, já cortou empregos nos últimos anos e agora tem 14 mil funcionários, o que compara com quase 18 mil funcionários de há três anos atrás.

A fábrica alemã receberá um investimento de dois mil milhões de dólares para um centro veículos eléctricos de última geração, que começará a produzir veículos elétricos na Europa no final de 2023, de acordo com os planos do ano passado, ainda segundo o jornal online espanhol.

Relacionadas

PremiumRegressa a raça, mas em modo elétrico

Não parecia fácil replicar um ícone lançado há muitos anos mas a Ford conseguiu transformar o Mustang num carro elétrico apetecível.

Fabricantes automóveis vão aumentar investimentos em veículos elétricos para 1,2 biliões

Entre as previsões está também a produção de 54 milhões de baterias em 2030. Números que representariam mais de 50% do total de veículos construídos a nível global, de acordo com os dados da “Reuters”.

Ford reforça estratégia de veículos elétricos na Europa

Até 2024 a Ford planeia introduzir três novos veículos elétricos de passageiros e quatro novos veículos comerciais elétricos na Europa.

Crise dos semicondutores vai continuar a influenciar gestão de frotas

A falta de carros com a crise dos chips, a subidas taxas de juro, novos contratos em que o cliente tenta baixar preço e extensão de prazos até aos 72 meses são alguns dos dilemas na gestão de frotas.
Recomendadas

Tecnológicas em apuros. PayPal anuncia despedimentos e Intel reduz salários

PayPal e Intel não resistiram à onda de despedimentos e cortes de salários que tem assolado as tecnológicas com grande preponderância desde o início do ano. Se janeiro levou quase 70 mil empregos no setor tecnológico, fevereiro deverá seguir a mesma tendência.

Receitas totais da Vodafone Portugal crescem 5,8% para 315 milhões de euros

As receitas de serviço da operadora de telecomunicações também aumentaram 3,7% para 280 milhões de euros ao longo do mesmo período.

BBVA alcança lucros mais elevados de sempre em 2022

O banco espanhol reportou lucros de 6.420 milhões de euros em 2022, os mais elevados de sempre, o que vai permitir distribuir o maior dividendo em dinheiro dos últimos 14 anos.
Comentários