Franceses da Vivalto anunciam compra da Lusíadas Saúde

A conclusão da operação foi hoje anunciada. O grupo gaulês está presente em seis países.

Os franceses da Vivalto Santé anunciaram hoje a compra do grupo Lusíadas Saúde que era até agora detido pelos norte-americanos da United Healthcare.

A companhia francesa, criada em 2009, conta com receitas de 2.200 milhões de euros em 2022, 20 mil trabalhadores e seis mil médicos, estando presente agora em seis países: França, Suíça, Espanha, Eslováquia, Chéquia e Portugal.

O “Jornal Económico” revelou em julho que este grupo tinha vencido a corrida e que estava em negociações exclusivas para comprar o grupo português, ultrapassando o consórcio constituído pela Ageas e Tranquilidade e a Ramsay Générale de Santé. A operação está avaliada em 200 milhões de euros.

Questionado hoje sobre o valor da operação, e sobre o valor de 200 milhões, O CEO da Vivalto Santé, Emmanuel de Geuser, não quis fazer comentários.

“Estudamos várias oportunidades em 10 países”, disse o responsável francês num encontro com jornalistas em Lisboa.

O grupo Lusíadas fechou 2022 com uma receita operacional de 387 milhões de euros (+10%) e com um EBITDA de 37 milhões de euros (+92%), mas a empresa fez questão de destacar que o período de comparação, 2021, foi um ano atípico devido à pandemia.

“O sistema público colapsou com o Covid em janeiro e fevereiro de 2021, as margens globais foram afetadas”, resumiu , por sua vez, Vasco Antunes Pereira, CEO do grupo Lusíadas Saúde.

“Vimos que esta operação era uma oportunidade para fazer as coisas de forma diferente. Não nos vemos apenas como uma instituição comercial, mas como uma organização com uma missão. No futuro, vemos os médicos como tendo mais envolvimento na nossa organização”, afirmou o responsável, não avançando com mais detalhes.

O grupo Lusíadas conta com dois hospitais: um em Lisboa e outro no Porto, assim como o hospital Lusíadas Amadora, a Clínica Lusíadas Oriente, assim como várias unidades no Algarve: Hospital Lusíadas Albufeira, Cínica Lusíadas Fórum Algarve e Clínica Lusíadas Faro. . Foi responsável pela Parceria Público-Privada (PPP) no hospital de Cascais durante 14 anos até ao final de 2022, mas decidiu não concorrer a um novo concurso para um contrato de oito anos por considerar que as linhas do Governo não garantiam a sustentabilidade financeira da unidade. A unidade foi entretanto adjudicada ao grupo espanhol Ribera Salud que também percente à Vivalto Santé.

A empresa privada de saúde conta com 11 hospitais e clínicas, empregando mais de sete mil profissionais de saúde e realiza anualmente mais de um milhão de consultas e 42 mil cirurgias.

Recomendadas

eBay prepara-se para despedir 500 trabalhadores nas próximas 24 horas

O CEO do eBay apontou que a decisão se prende com “a situação macroeconómica no mundo” e com a necessidade de alterações na estrutura da empresa.

Greve de trabalhadores da CP e IP levou à supressão de 16 comboios até às 8 horas

A CP informou no início da semana que o Tribunal Arbitral não decretou serviços mínimos para a greve de trabalhadores que começa hoje e alargou as previsões de “fortes perturbações” na circulação até 21 de fevereiro.

BCE desce requisito de capital da CGD e mantém no BCP e Novobanco

O banco central liderado por Christine Lagarde reduziu o requisito de capital (pilar 2) de 2% para 1,90% no banco estatal, em 2023. No BCP e no Novobanco, manteve-se nos 2,5% e nos 3%, respetivamente.
Comentários