Francisco Ramos é o novo presidente da comissão executiva do Hospital da Cruz Vermelha

O coordenador da ‘task force’ criada pelo Governo para gerir o plano de vacinação contra a Covid-19 passa a fazer parte do conselho de administração desta unidade hospitalar. Manuel Ferreira Teixeira, administrador do Montepio, iniciou funções como vogal esta quarta-feira.

O ex-secretário de Estado Adjunto e da Saúde e coordenador da task force criada pelo Governo para gerir o plano de vacinação contra a Covid-19, Francisco Ventura Ramos, é o novo presidente da comissão executiva do Hospital da Cruz Vermelha (HCV).

O administrador hospitalar, economista especializado em organização, gestão e financiamento de serviços de saúde e presidente do conselho diretivo do grupo hospitalar dos três IPO (Coimbra, Lisboa e Porto) inicia funções esta quarta-feira, dia em que se realizou a Assembleia Geral da sociedade gestora do HCV.

Já o antigo governante Manuel Ferreira Teixeira, presidente da comissão de auditoria do Montepio, foi nomeado vogal executivo do conselho de administração. Manuel Ferreira Teixeira foi secretário de Estado da Saúde do ex-ministro Paulo Macedo, secretário de Estado do Orçamento, diretor geral da Contabilidade Pública, diretor geral do Orçamento, presidente do Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social e presidente da Administração Central do Sistema de Saúde. É administrador não executivo do Montepio, nomeado pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML).

Na segunda-feira, a SCML informou que adquiriu 55% do capital do Hospital da Cruz Vermelha e está encarregue da recapitalização da sociedade que gere esta unidade hospitalar, bem como do “desenvolvimento a curto prazo de um programa de reestruturação da atividade operacional”. A Santa Casa irá também, mais tarde, comprar as restantes ações do capital social que são detidas pela Parpública (45%) e pequenos acionistas (0,03%).

A restante equipa do board é constituída pelo médico Donato Ramos, presidente da Associação de Socorros Mútuos João de Deus e vogal do conselho de administração da APM-RedeMu, pela investigadora Catarina Baptista, administradora hospitalar e vogal da direção da Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares e pelo gestor Carlos Rodrigues da Silva, nomeado pela Parpública.

Recomendadas

Bancos sujeitos a coimas até 1,5 milhões se não aplicarem diploma do Governo para crédito à habitação

Está já em vigor, a partir deste sábado, o diploma que estabelece medidas destinadas a mitigar os efeitos do incremento dos indexantes de referência de contratos de crédito para aquisição ou construção de habitação própria permanente. Bancos têm 45 dias a partir de hoje para aplicar as medidas.

Ministra da Justiça diz que é preciso melhorar condições dos processos de recuperação de empresas

“A melhoria das condições de processos de recuperação [de empresas], sobretudo em períodos de insolvência e de dúvida, como o que atravessamos, é um desafio, mas um desafio que temos de concretizar”, afirmou Catarina Sarmento e Castro.

Restaurantes da AHRESP vão assegurar alimentação dos peregrinos da Jornada Mundial da Juventude

A AHRESP vai apoiar a Fundação na “definição das regras de funcionamento da rede de restaurantes e similares que irão assegurar o fornecimento de refeições para os participantes da Jornada Mundial da Juventude e contactar restaurantes e similares para promover a sua adesão à rede, bem como promover o uso do Guia de Boas Práticas da Restauração e Bebidas junto da rede”, lê-se no comunicado.  
Comentários