Fraude. CMVM alerta para site indevidamente associado ao Montepio

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários avisa que a Caixa Económica Montepio Geral “não é objeto da presente comunicação nem, de qualquer forma, visado pela mesma”.

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) alertou esta segunda-feira para o facto de haver uma entidade que está a utilizar, indevidamente, elementos identificativos da Caixa Económica Montepio Geral (CEMG).

Numa nota publicada online e enviada à imprensa, a CMVM clarifica que essa entidade opera através do website https://market.net24-secure.com, recorre a endereços de email que visam associar a sua imagem à da instituição bancária e, “ao contrário do divulgado, não tem qualquer relação com o intermediário financeiro” CEMG, registado na CMVM.

Segundo o regulador dos mercados, o Montepio “não é objeto da presente comunicação nem, de qualquer forma, visado pela mesma”. Aliás, a ‘empresa’ referente a esse site fraudulento não está autorizada nem registada junto do supervisor para o exercício de qualquer atividade de intermediação financeira em Portugal.

Os contactos eletrónicos que pretendem fazer-se passar por responsáveis deste banco são os seguintes: benoit.brasser@group-montepiobk.com, benoit.brasser@montepio-direct.com, benoit.brasser@net24online.com, stephane.dubois@montepio-direct.com, stephane.dubois@net24online.com e lisa.fortin@net24-direct.com.

Recomendadas

Controlar despesas? Siga esta cinco estratégias

Organizar o orçamento familiar e analisar as despesas com maior peso mensal são dois passos essenciais para planificar a sua vida financeira. Conheça algumas estratégias e ferramentas para fazer frente à atual “avalanche” de aumento de preços e proteger a sua carteira.

Sabe se vai compensar mudar para o mercado regulado do gás? A Deco lança calculadora

Com esta calculadora, pode introduzir a quantidade de gás natural que habitualmente consome, consultando a última fatura, e indicar o número de dias a que essa fatura se refere. Basta depois copiar os dados da fatura para a calculadora e obtém, de imediato, o custo que teria em igual consumo e igual período de faturação no mercado regulado a partir de outubro.

Um senhorio pode aumentar a renda em mais de 50%? Saiba aqui

O aumento da renda da casa é uma das preocupações mais comuns e que, na verdade, resulta da subida da inflação. Mas, apesar de haver algumas exceções, dependendo de contrato para contrato, os senhorios têm de respeitar algumas regras para proceder ao aumento da renda.
Comentários