Friends of Angola pedem ajuda aos EUA para a libertação de presos políticos

A organização não-governamental Friends of Angola defendeu hoje a libertação imediata de todos os presos políticos que diz haver em Angola, acusando o Governo de perpetuar o abuso de poder implementado por tribunais parciais.

“Há provas legais suficientes de que o Governo de Angola está envolvido, há décadas, num abuso de poder e que o sistema legal visa opositores críticos e pacíficos para impedir a participação política e a dissidência [do regime], criando um clima de medo em Angola”, dizem os ativistas.

Lembrando as prisões de várias figuras como José Mateus Zecamutchima (líder do Movimento Protetorado Lunda Tchokwe), José Julino Kalupeteka (fundador da seita adventista cristã intitulada “Igreja do Sétimo Dia a Luz do Mundo”) ou os ativistas Gilson da Silva Moreira “Tanaice Neutro” e Luther Campos, a organização pede a ajuda dos EUA para pressionar as autoridades angolanas.

Todos estes detidos estão presos “injustamente e sem mandado por exercerem básicos direitos humanos”, refere o Friends of Angola.

Na missiva assinada pelo diretor executivo do grupo, Florindo Chivucute, e enviada ao Presidente dos Estados Unidos, com conhecimento ao secretário de Estado (equivalente ao ministro dos Negócios Estrangeiros nos governos europeus) e a vários senadores no que dia em que os EUA assinalam o Dia Martin Luther King, a organização relembra as palavras do célebre ativista para defender que “uma injustiça num sítio qualquer é uma ameaça à justiça em qualquer sítio”.

Os “angolanos merecem o direito de exercer os seus direitos básicos humanos e constitucionais sem medo de serem detidos ilegalmente ou de as suas vidas serem ameaçadas pelo seu governo”, afirmam.

Recomendadas

Presidente da Guiné-Bissau confiante na criação da moeda de países do oeste africano até 2027

O presidente da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, afirmou hoje estar confiante na criação da moeda única da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, denominada Eco, em 2027 e admitiu ser normal as reservas de alguns países.

Congresso brasileiro toma posse, com eleiçao de líderes que definem relação com governo

Vencerá a eleição no Senado o candidato com 41 ou mais votos de um total de 81 senadores.

FMI apoia Guiné-Bissau a redigir o novo regime de isenções fiscais

A missão liderada por David Baar, economista sénior do Departamento de Assuntos Fiscais do FMI, vai permanecer no país até sexta-feira e na segunda-feira já esteve reunida com os secretários de Estado do Tesouro, Orçamento e Assuntos Fiscais e os diretores-gerais das Alfândegas, das Contribuições e Impostos e da Previsão e Estudos Económicos.
Comentários