PremiumFrota mundial de aviões só recupera totalmente a meio do próximo ano

Estudo que é referência para o sector diz que as aeronaves de fuselagem estreita vão representar 64% frota mundial em 2032.

A frota mundial de aviões não vai recuperar para os níveis anteriores à pandemia até ao primeiro semestre de 2023, e esse crescimento assentará no regresso à atividade das aeronaves de fuselagem estreita – com um único corredor – destinadas às rotas domésticas ou de médio curso. Os números relativos a este tipo de aparelhos vão chegar a valores pré-Covid já este ano.

 

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Altri dá 25 ações da GreenVolt por cada 100 títulos e 24 cêntimos em dinheiro

A Altri fez uma retificação em baixa ao valor que pagará em numerário. “Adicionalmente à distribuição em espécie, serão distribuídos aos acionistas da Altri dividendos em numerário ilíquido por ação de 0,24 euros”, diz em comunicado.

Farminveste SGPS emite 3 milhões de obrigações convertíveis

Durante a operação, que termina a 1 de julho, serão emitidas para compra e/ou troca até três milhões de obrigações, com o custo unitário de cinco euros, sendo as mesmas remuneradas a um juro anual de 4,75%.

Acionistas da Novabase aprovam redução de capital para 33 milhões para cobrir prejuízos

Os acionistas da Novabase aprovaram a redução do capital da tecnológica de 54,6 milhões de euros para perto de 33 milhões de euros, para cobrir prejuízos e libertar excesso de capital, de acordo com um comunicado enviado ao mercado.
Comentários