FTX em risco de falência após Binance desistir da aquisição

A Binance anunciou um acordo não vinculativo para socorrer a FTX, de Sam Bankman-Fried, mas na noite de quarta-feira informou não ser possível avançar com a operação. O CEO da FTX já admitiu que se a empresa não receber uma injeção de 4 mil milhões de dólares irá pedir insolvência.

Os clientes da bolsa de criptomoedas FTX enfrentam um cenário de perdas muito acentuadas, depois de ter sido retirada a possibilidade de a Binance comprar a corretora.

O CEO da FTX já admitiu que se a companhia não receber uma injeção de 4 mil milhões de dólares irá pedir insolvência.

O tema levantado pela newsletter da BA&N Unit Research dá conta dos rumores de problemas financeiros na FTX (que muitos acusam ter tido origem na Binance) e que levaram os clientes a resgatarem 6 mil milhões de dólares da exchange, gerando uma crise de liquidez que deixou a FTX à beira do colapso.

A Binance anunciou um acordo não vinculativo para socorrer a FTX, de Sam Bankman-Fried, mas na noite de quarta-feira informou não ser possível avançar com a operação, o que agravou a crise da FTX e da falta de confiança no mercado das criptomoedas.

“Como resultado da due diligence bem como das últimas notícias sobre fundos de clientes mal administrados e supostas investigações de agências dos Estados Unidos, decidimos não continuar com a potencial aquisição da FTX.com“, refere a Binance na rede social Twitter.

“Inicialmente a nossa expectativa era poder oferecer suporte aos clientes da FTX para lhes dar liquidez, mas os problemas estão além do nosso controlo ou capacidade de ajudar“, frisou a empresa de Changpeng Zhao, reconhecendo que “sempre que um grande operador [de criptoativos] falha, os consumidores sofrerão”.

Relacionadas

Binance acorda compra da FTX e cria gigante da corretagem das criptomoedas

A XTB constata que “a maior criptomoeda reagiu euforicamente à aquisição de FTX por Sam Bankman-Fried e está de volta acima da linha chave de resistência psicológica dos 20.000 dólares”.
Recomendadas

PremiumBCE e Fed avaliam peso da subida de juros e ritmo pode abrandar nas próximas reuniões

As atas das mais recentes reuniões de política monetária na zona euro e EUA mostram uma preocupação de ambos os bancos centrais com o abrandamento da economia, dando esperanças de subidas menos expressivas dos juros nos próximos meses, embora os sinais neste sentido sejam mais fortes do outro lado do Atlântico.

Musk tinha um plano para o Twitter? Veja as escolhas da semana no “Mercados em Ação”

Conheça as escolhas da semana do programa da plataforma multimédia JE TV numa edição que contou com a análise de Nuno Sousa Pereira, head of investments da Sixty Degrees.

PSI encerra no ‘vermelho’ em contra ciclo com a Europa

Lá fora, as principais praças europeias negociaram maioritariamente em terreno positivo. O FTSE 100 valorizou 0,32%, o CAC 40 ganhou 0,08%, e o DAX apreciou 0,01%. O espanhol IBEX 35 manteve-se estável.
Comentários